Coceira nos olhos? Veja este e outros sinais comuns de alergia

Para não confundir rinite alérgica e urticária com outras doenças, é importante conhecer bem os sintomas

Quando você descobre que tem uma alergia, significa que algumas coisas no seu dia a dia terão que mudar. Mas antes de impor a si mesmo uma série de restrições, seja se desfazer de itens da casa ou se privar de alimentos, vale saber se esse esforço é realmente necessário.

Antes de mais nada, é bom entender o mecanismo das alergias. As reações de hipersensibilidade ocorrem quando há uma resposta inadequada ou exagerada do sistema imunológico a uma substância normalmente inofensiva para a maioria das pessoas. Elas acontecem quando esses alérgenos entram em contato com a pele ou os olhos, são ingeridos, inalados ou injetados¹.

As alergias são fruto de um conjunto de fatores genéticos e ambientais, segundo estudos científicos. Elas podem ser geradas por diferentes substâncias, como as que estão presentes em alguns alimentos, pelos de animais, poeira, mofo, poluentes como a fumaça de cigarro, materiais como o látex, insetos, medicamentos, pólen, determinadas plantas, ácaros e seus excrementos¹.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O problema da alergia não é somente o incômodo. Mesmo que na maioria das vezes se limite a gerar um mal-estar e atrapalhar as tarefas diárias, dependendo da gravidade ela pode ser fatal. É o que acontece quando a alergia se manifesta como um choque anafilático. Lembre-se desses sintomas: tontura, náusea, vômito, batimentos cardíacos alterados, queda na pressão arterial, erupção cutânea, muita falta de ar e perda da consciência². Eles sinalizam que a situação é muito grave.

Sinais da urticária

Quem tem ou já teve urticária sabe como a coceira que ela provoca é intensa. A pele incha e forma lesões avermelhadas ou brancas que costumam desaparecer em 24 horas, sem deixar qualquer vestígio. Se a urticária persiste por pelo menos seis semanas, é considerada aguda. Quando dura mais tempo do que isso, significa que ela se tornou crônica³.

Em geral, a urticária é um sinal de sensibilidade a alimentos como frutos do mar, nozes, leite, chocolate, conservas, peixes, trigo, soja e leite, pelos de animais, picadas de insetos como abelhas e vespas, contato com látex, pólen e algumas plantas. Também pode aparecer depois da ingestão de medicamentos como antibióticos, aspirina e ibuprofeno, e a partir de estímulos físicos como calor ou frio, transfusões de sangue, infecções bacterianas e virais4.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se de uma hora para outra você sentir comichões na pele, erupção cutânea, inchaço no rosto ou ruídos na respiração semelhantes a um assobio, é bom ficar atento e procurar um médico, principalmente se a reação alérgica estiver muito forte. Mas se identificar os sintomas de anafilaxia, não perca tempo e procure um hospital imediatamente².

Coceira inconfundível no nariz

A rinite alérgica é uma inflamação ou disfunção na mucosa do revestimento nasal bem conhecida de crianças e adultos. Ela chega sem avisar e só é percebida quando surgem espirros, uma coriza constante, aquela coceira chata no nariz, olhos e céu da boca, o nariz fica entupido e os olhos lacrimejantes, vermelhos e inchados4.

O grande vilão desse problema que literalmente tira o sono de tanta gente é o ácaro, que costuma viver camuflado em todos os cantos da casa, do carro e de vários outros ambientes. Mas a rinite alérgica também pode ser causada por baratas, animais domésticos e fungos5.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Embora muitas pessoas confundam gripes e resfriados com rinite alérgica, existem diferenças. É verdade que os sintomas são parecidos, mas a alergia respiratória provoca uma coceira insuportável no nariz, que é bem característica. E nunca dá febre, como acontece com a gripe. Também é possível distinguir os três problemas pela origem. Enquanto gripes e resfriados são causados por vírus, a rinite é uma inflamação na mucosa nasal6.

É alergia mesmo?

Só os médicos podem te ajudar a ter uma resposta para essa pergunta. Além do exame clínico, eles costumam pedir um teste cutâneo para fazer o diagnóstico.

Quando o resultado não é conclusivo, os médicos podem solicitar um teste intradérmico, que consiste em injetar uma pequena quantidade de cada solução na pele da pessoa. Há ainda uma terceira possibilidade, se os dois primeiros exames não detectarem nada e os sintomas persistirem. É o teste de IgE sérico específico para diferentes alérgenos. Nesse caso, são feitos exames de sangue¹.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Uma forma de aliviar os sintomas incômodos das alergias é contando com Allegra. O medicamento possui rápida ação antialérgica, alcançando seu efeito máximo dentro de 2 a 3 horas após a ingestão do comprimido - tudo isso sem causar sono ou dependência7. Lembre-se: conviver com as alergias, sem sofrimento, é possível. Converse com seu médico sobre as melhores possibilidades para você e as medidas para adotar em casa para ajudar a evitar sua exposição a agentes que provocam alergia.

ALLEGRA® (cloridrato de fexofenadina). Indicações: é um anti-histamínico destinado ao tratamento das manifestações alérgicas, tais como sintomas de rinite alérgica (incluindo espirros, obstrução nasal, prurido, coriza, conjuntivite alérgica) e urticária (erupção avermelhada e pruriginosa na pele). MS 1.8326.0359. O USO DO MEDICAMENTO PODE TRAZER ALGUNS RISCOS. Leia atentamente a bula. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Referências:

1 - Manual MSD - Versão saúde para a família. Considerações gerais sobre reações alérgicas. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/doen%C3%A7asimunol%C3%B3gicas/rea%C3%A7%C3%B5es-al%C3%A9rgicas-e-outrasdoen%C3%A7as-relacionadas-%C3%A0- hipersensibilidade/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-rea%C3%A7%C3%B5esal%C3%A9rgicas. Acesso em outubro de 2019.

2 - Mayo Clinic. Alergias. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseasesconditions/allergies/symptoms-causes/syc-20351497. Acesso em outubro de 2019.

3 - Federação Mundial de Alergia e Asma & Sociedade de Imunologia Clínica. Urticária. Disponível em: https://www.worldallergy.org/education-andprograms/education/allergic-disease-resource-center/professionals/urticaria. Acesso em outubro de 2019.

4 - Colégio Americano de Alergia, Asma & Imunologia. Urticária. Disponível em: https://acaai.org/allergies/types-allergies/hives-urticaria. Acesso em outubro de 2019.

5 - Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. IV Consenso Brasileiro sobre Rinite - atualização em rinite alérgica. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1808- 86942018000100003&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em outubro de 2019.

6 - Blog da Saúde - Ministério da Saúde. É gripe ou alergia? Saiba diferenciar uma da outra. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/35673-e-gripe-oualergia-saiba-diferenciar-uma-da-outra. Acesso em outubro de 2019.

7 - Allegra - Bula. Disponível em: https://www.allegrabrasil.com.br/#beneficios. Acesso em outubro de 2019.