Exercícios pélvicos são eficazes para tratar escapes de xixi

O enfraquecimento do assoalho pélvico é uma das principais causas da perda involuntária de urina, e exercitar a região ajuda no tratamento

*Conteúdo Patrocinado

Você sabia que exercícios pélvicos, como os praticados na fisioterapia pélvica, são eficazes para tratar os escapes de xixi? Isso porque condições que alteram a força dos músculos do assoalho pélvico - que dão sustentação a bexiga, o intestino e o útero -, como gravidez, parto e envelhecimento, estão entre as causas para a perda involuntária de urina, leve ou intensa.

Também existem outras situações que provocam esse problema, como consumo de bebidas, alimentos e medicamentos com ação diurética, infecção ou até mesmo estresse emocional. Mas, independentemente do motivo, essa perda de xixi precisa de tratamento, e fortalecer o assoalho pélvico pode ser bastante eficaz para evitar os escapes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Exercícios para fortalecer o assoalho pélvico

Existem diversos exercícios físicos que ajudam a fortalecer os músculos dessa região. A seguir, veja quatro opções fáceis e que podem ser feitas em casa:

Kegel - essa prática envolve, basicamente, contrair e relaxar os músculos do assoalho pélvico. Uma boa maneira de realizar esse exercício é: se imagine sentado uma bola de gude e, em seguida, contraia a região como se estivesse tentando levantá-la. Faça a contração por três segundos e depois relaxe mais três. O ideal é fazer, em média, três séries de 10 a 15 repetições por dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ponte - essa posição, se feita corretamente, mexe tanto com os glúteos quanto com o assoalho pélvico. Ela consiste em deitar no chão, dobrar os joelhos em um ângulo de 90 graus, manter os pés contra o solo e os braços esticados ao lado do corpo. Depois, é preciso inspirar e empurrar os calcanhares, elevando os quadris. Para obter bons resultados, faça de 10 a 15 repetições de duas a três séries, com intervalo de 30 segundos entre elas.

Split tabletop - esse movimento de perna atinge os quadris e os músculos do assoalho pélvico. Na hora de realizá-lo, coloque as costas no chão e mantenha os joelhos dobrados, deixando as coxas perpendiculares ao solo. Então, abra as pernas lentamente até encontrar um ângulo confortável e depois, devagar, retorne a posição de início.

Agachamento - esse exercício trabalha os glúteos, isquiotibiais e quadríceps, melhorando a força e resistência deles. Para fazer basta ficar em pé - com os pés levemente mais espaçados do que a largura dos ombros -, flexionar os joelhos, empurrar os quadris e as nádegas para trás e descer até as coxas ficarem paralelas ao chão. Na sequência, endireite as pernas e volte para a posição inicial. Repita esse movimento ao menos 15 vezes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como lidar com os escapes no dia a dia

Os escapes de xixi podem acontecer em qualquer momento do dia. Contudo, eles costumam ocorrer especialmente durante situações que exigem algum tipo de esforço, como tossir, dar risada ou praticar atividade física.

Nessas horas, o produto certo para quando o xixi acontece são grandes aliados, ajudando a evitar vazamentos e promovendo maior conforto e segurança para as mulheres. É o caso da linha de absorventes Plenitud Femme, com produtos específicos para cada nível de escape, absorção até 7x maior do que absorventes menstruais e controle de odores específicos para xixi.