PUBLICIDADE

Por que a gripe causa dor no corpo?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, influenza atinge cerca de um bilhão¹ pessoas por ano

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

*Conteúdo Patrocinado

Tosse, dor no corpo, coriza, febre e irritação na garganta2. Esses sintomas te lembram alguma coisa? Caso você tenha se identificado com eles, é porque, provavelmente, já esteve gripado. A doença é bastante comum e chega a atingir cerca de um bilhão1 de pessoas por ano. Apesar de recorrente, o quadro merece atenção, uma vez que pode ter complicações e levar a óbito1.

A gripe é definida como uma infecção que acomete as vias respiratórias, tendo como causa o vírus Influenza2. As variações mais recorrentes são o tipo A e B, sendo o primeiro mais comum2 e responsável por epidemias e/ou pandemias, principalmente nas épocas mais frias do ano.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não é coincidência. Quando as temperaturas caem, geralmente na temporada de outono e inverno2, há aumento da circulação do vírus da gripe2.

Sintomas da gripe: por que sentimos?

Você já se perguntou por que a gripe incomoda tanto, mesmo sendo um problema de saúde comum? A dor no corpo, febre e a dor de cabeça, por exemplo, podem ser explicadas pelas citocinas3. As substâncias são responsáveis pela recuperação das inflamações do nosso corpo4 e entram em alerta quando há algum micro-organismo invasor atuando, como vírus e bactérias.

Por outro lado, as citocinas também podem ser pró-inflamatórias3, ou seja, em vez de agir contra inflamações e infecções e atuar junto com o sistema imunológico, elas entram na corrente sanguínea3, chegam à região do hipotálamo, no cérebro, e aumentam a dor causada pelo vírus influenza, além de elevar a temperatura corporal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com isso, o grupo que está mais predisposto a sofrer com os sintomas do quadro gripal é composto por crianças, idosos e gestantes5, ou seja, aqueles que têm o sistema imunológico mais fragilizado. De modo geral, os incômodos causados pelos sintomas duram de três a cinco dias2, mas podem variar conforme cada organismo.

Tratamento e prevenção da gripe

O antiviral Oseltavimir2 é indicado para o tratamento da influenza em casos mais graves ou por vírus mais agressivos, como o H1N1. No geral, porém, as intervenções acontecem somente para amenizar os sintomas da doença. Uma grande aliada para o quadro é a vitamina C6 e determinados antitérmicos e analgésicos. Além disso, mesmo sendo tratada como uma simples infecção viral2, é preciso respeitar seu corpo e repousar.

Outras medidas fundamentais incluem contar sempre com a orientação médica, caso os sintomas persistam, e a vacinação1, que é a melhor forma de prevenir a doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Você também pode investir em hábitos que ajudam a diminuir as chances de contágio, que ocorre principalmente por gotículas de saliva e demais secreções2. São elas:

- Mantenha as mãos limpas2: utilize água, sabão ou álcool em gel e higienize sempre que voltar de lugares públicos e aglomerações;

- Cubra as vias áreas2: se você já está gripado ou estiver perto de alguém com a doença, cubra as vias áreas com um lenço ao tossir ou espirrar e descarte-o em seguida;

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- Evite coçar os olhos2: por ser altamente transmissível, é importante evitar que as mãos contaminadas entrem em contato com olhos, boca e nariz;

- Cultive hábitos saudáveis2: praticar atividades físicas, manter-se hidratado e ter uma alimentação balanceada são boas práticas que reforçam a saúde como um todo.

Referências:

1 - Biblioteca Virtual em Saúde. Ministério da Saúde. OMS lança nova estratégia para controle da gripe no mundo. Disponível em: https://nacoesunidas.org/oms-lanca-nova-estrategia-para-controle-da-gripe-no-mundo/.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2 - Ministério da Saúde. Informações sobre gripe. Disponível em: https://antigo.saude.gov.br/artigos/918-saude-de-a-a-z/influenza/22873-informacoes-sobre-gripe.

3 - The Lancet Infectious Diseases. Understanding the symptoms of the common cold and influenza. Volume 5, Edição 11, novembro de 2005, páginas 718-725. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S147330990570270X.

4 - OLIVEIRA, Caio Marcio Barros de; SAKATA, Rioko Kimiko, TSA 2, YSSY, Adriana Machado; GEROLA, Luis Roberto Gerola; SALOMÃO, Reynaldo. Cytokines and Pain. Rev Bras Anestesiol 2011;61(2): 255-265. Disponível em: http://www.repositorio.unifesp.br/handle/11600/6419.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

5 - Mayo Clinic. Influenza (flu). Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/flu/symptoms-causes/syc-20351719.

6 - Journal of Manipulative and Physiological Therapeutics. The effectiveness of vitamin C in preventing and relieving the symptoms of virus-induced respiratory infections. Volume 22, Issue 8, October 1999, Pages 530-533. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0161475499700059.