Exercícios para escape de xixi: como fazer?

A uroginecologista Lilian Fiorelli ensina como exercícios podem ajudar a prevenir e tratar os escapes de xixi

Alterações do organismo, parto, problemas de próstata: há uma lista de fatores que podem causar escapes de xixi entre homens e mulheres, resultado do enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico.

Apesar do sentimento de desconforto e constrangimento que muitas pessoas sentem, a incontinência urinária é bastante comum e pode ser tratada, desde que devidamente diagnosticada.

Tratamento pode variar de acordo com o tipo

Há vários tipos de incontinência urinária, dentre elas a incontinência de urgência (bexiga hiperativa), a incontinência por transbordamento e ainda os escapes de xixi misto. Dessa forma, o tratamento pode variar de acordo com a intensidade do caso e as causas da condição.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O tratamento pode incluir mudanças no estilo de vida, como parar de fumar, reduzir a cafeína e álcool, ingerir bastante água e evitar alimentos ácidos ou picantes.

Outra forma de tratar os escapes de xixi é por meio de exercícios que buscam fortalecer os músculos que sustentam a bexiga.

Exercícios para incontinência urinária

Uma das formas naturais de tratar os escapes de xixi é através dos exercícios de Kegel, que tem como objetivo fortalecer os músculos do assoalho pélvico, ao redor da bexiga, nádegas e vagina ou pênis.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Apesar desses movimentos trazerem benefícios para pessoas com incontinência urinária, qualquer pessoa em qualquer idade pode tirar vantagens deles.

Exercícios de Kegel: como fazer?

Antes de realizar os exercícios de Kegel, é preciso saber como localizar os músculos pélvicos. Para isso, imagine a sensação de vontade de fazer xixi e observe quais regiões irão ficar tensas. Os músculos tensionados são os músculos pélvicos. Depois, siga as seguintes instruções:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Antes de começar o exercício, você pode colocar as mãos em cima da barriga para se certificar de que não vai ser essa região a ser trabalhada.

É possível começar a notar os impactos desses movimentos após algumas semanas, geralmente a partir do 1ª mês. Contudo, a melhoria do caso pode depender do nível de escapes de xixi e pode variar de organismo para organismo.

A prática de pilates também pode ajudar no fortalecimento pélvico, isso porque alguns exercícios trabalham o tônus muscular e promovem a correção dos músculos responsáveis pela contração da bexiga.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)