PUBLICIDADE

Álcool com moderação favorece a saúde do coração

Na dose certa, bebidas alcoólicas também reduzem a depressão

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Pessoas que bebem álcool em quantidades moderadas ou baixas, em média, são mais saudáveis do que abstêmios, de acordo com um recente estudo europeu do Hospital de la Pitié, na França, que estudaram quase 150 mil pessoas.

Os participantes do estudo foram divididos em quatro grupos, com base na maneira como eles descreveram seus hábitos diários:

- Pessoas que disseram que nunca beberam.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- Pessoas com baixo consumo de álcool (10 gramas ou menos).

- Pessoas com o consumo moderado de álcool (10-30 gramas).

- Pessoas com elevado consumo de álcool (mais de 30 gramas).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dez gramas equivalem a um copo pequeno de bebida alcoólica. Os pesquisadores constataram que quem bebe quantidades baixas ou moderadas, entre os homens e as mulheres, tinham melhor saúde do que os abstêmios.

De acordo com os pesquisadores, eles também estavam em melhor estado geral de saúde dos que bebiam em excesso.

Os bebedores de intensidade baixa e moderada tinham também melhores índices de qualidade de vida, tais como atividade física e função respiratória. A ingestão moderada de álcool para homens e mulheres esteve fortemente associada com o aumento das concentrações de HDL, o "colesterol bom". Os bebedores moderados do sexo masculino estavam mais propensos a ter menor risco de doença cardiovascular, frequência cardíaca reduzida, menos estresse e depressão, e um menor índice de massa corporal do que os abstêmios.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As mulheres que bebiam pouco apresentaram pressão arterial mais baixa e menor circunferência da cintura e do quadril do que as abstêmias, segundo o estudo. Entre outras conclusões gerais, estão:

- Ingestão de total álcool aumentou com a idade nos homens e nas mulheres.

- O vinho era a bebida alcoólica mais popular, exceto entre pessoas com menos de 30 anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- As mulheres que bebiam moderadamente tinham mais propensão a dizer que praticavam atividade física regular.