PUBLICIDADE

Hidroginástica de alta intensidade ajuda a evitar riscos da osteoporose

Aula baseia-se em pouca repetição e cargas mais pesadas

Um estudo realizado por pesquisadoras da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) revelou que aulas de hidroginástica de alta intensidade, que combinam sequências de exercícios de força, resistência e equilíbrio, são grandes coadjuvantes na prevenção de danos ligados à osteoporose. A análise foi coordenada pela pesquisadora Linda Moreira Pfrimer e a técnica foi batizada de HidrOS.

A pesquisa contou com a participação 88 mulheres na menopausa, dividas em dois grupos. Todas receberam suplementação de cálcio e vitamina D, mas apenas um dos grupos foi submetido a uma hora de HidrOS três vezes por semana, durante seis meses.

Osteoporose enfraquece os ossos e facilita fraturas

Após o experimento, o grupo que recebeu os suplementos, mas não praticou exercícios, não apresentou qualquer mudança. Já aquele que foi submetido a HidrOS mostrou aumento na força do quadril, dos músculos da coluna e da preensão manual (ato de agarrar ou segurar um objeto). Além disso, apenas 10 mulheres se queixaram de quedas, sendo que, antes do experimento, 40 das participantes tiveram esse problema.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pessoas com osteoporose sofrem de perda de cálcio dos ossos, o que pode ocasionar graves fraturas com qualquer tipo de queda. Por isso, a hidroginástica é um dos exercícios mais recomendados, graças ao baixo impacto e ao menor risco de lesões que a atividade oferece.