PUBLICIDADE

Apenas 13% dos pacientes com hipertensão seguem dieta adequada

Pesquisa afirma que consumo de sal entre pessoas com hipertensão é acima do recomendado

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Um levantamento do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (InCor) indica que só 13,5% dos pacientes com hipertensão conseguem seguir a dieta necessária para controlar a pressão arterial. A pesquisa foi feita com 949 pacientes da instituição paulistana.

Foram feitos exames de urina para verificar se os indivíduos não ultrapassavam as quantidades recomendadas de sal - no máximo 6 gramas por dia. A análise dos resultados indicou que apenas uma pequena porcentagem ingeria quantidades de sal dentro do recomendo.

De acordo com os pesquisadores, havia uma diferença entre o que os pacientes declaravam ingerir e o que eles realmente ingeriam do tempero. Isso pode ter acontecido porque os indivíduos eram acostumados a consumir grandes quantidades de sal e uma pequena redução já significaria estar nos padrões, quando, na verdade, ainda extrapolava o recomendado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O diretor da Unidade Clínica de Hipertensão do InCor, Luiz Bortolotto, alerta que o consumo excessivo de sal pode contribuir para o aparecimento da pressão alta, em especial em pessoas com histórico familiar da doença. A hipertensão aumenta, segundo o médico, o risco de derrame cerebral, "que é a principal causa de morte no Brasil". Além disso, a pressão descontrolada também eleva a possibilidade de infarto e insuficiência renal - consequências que podem ser evitadas. "Para isso, é fundamental que os hipertensos conheçam sua condição e mantenham-se em tratamento durante toda a vida", destaca o médico.

Substitutos do sal deixam a comida mais saudável

Manter o sal longe do prato ou pelo menos diminuir as quantidades dele nas receitas pode ser mais fácil do que você imagina. A substituição do mineral por outros temperos naturais dá novo gostinho às preparações e ainda por cima promove uma onda de boa saúde. "Os temperos naturais ou condimentos melhoram o sabor, aroma e aparência dos alimentos preparados", explica a nutricionista Maíra Malta, da Unesp. Por isso, confira abaixo alguns temperos que te ajudam a se manter longe do sal.

Alho e Cebola

"O alho contribui para a diminuição da pressão sanguínea e dos níveis de colesterol. Já a cebola inibe a ação de algumas bactérias e fungos prejudiciais ao nosso organismo e diminui os riscos de trombose e aterosclerose", diz a especialista. A duplinha também ajuda na prevenção de alguns tipos de câncer, como o de pulmão, estômago, próstata e fígado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sálvia

"A sálvia é indicada nos casos de falta de apetite, edema, afecções da boca, afta, tosse e bronquite. Fica ótima com massas e aves", diz Maíra Malta. A sálvia pode ser usada tanto em pó como as folhas inteiras.

Alecrim

A planta confere um gostinho leve e especial quando usada na preparação de carnes vermelhas ou peixes. No arroz e em sopas é uma boa pedida também, perfumando o prato e a cozinha. "O alecrim faz bem porque combate o vírus da gripe e previne doenças dos rins, da retina e da catarata."

Pimentas

O sabor ardido é por causa da capsaicina, substância antioxidante de ação curativa. "Além de prevenir alguns tipos de câncer e de reduzir o colesterol ruim (LDL) do sangue, a pimenta também acelera o metabolismo e, por isso, auxilia no emagrecimento."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Açafrão

Além de proporcionar um sabor agradável, deixa o prato mais colorido, com tom amarelado. Muito usado na culinária Mediterrânea, o condimento tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatória que melhoram a digestão.

Gengibre

"O gengibre tem propriedades que combatem a dor de cabeça, o enjoo e as náuseas. Por ser também um alimento termogênico, o gengibre aumenta a temperatura do corpo, obrigando o organismo a gastar mais energia", ensina a nutricionista Maíra.