PUBLICIDADE

OMS investiga transmissão sexual de Zika vírus

Diretora-geral da Organização Mundial da Saúde afirma que há um caso de possível transmissão pelo sexo, mas ainda não há certeza

O Zika vírus tem assustado pessoas do mundo todo. Transmitido inicialmente pelo mosquito Aedes aegypti, o vírus está relacionado a malformações e danos neurológicos a bebês, filhos de mães infectadas durante a gestação. O mosquito pode ser contaminado quando pica uma pessoa que esteja infectada com o vírus.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nesta última segunda-feira (25), no entanto, a Organização Mundial da Saúde alertou que está investigando uma nova forma de contágio da doença: a transmissão sexual. Em declaração à imprensa em Genebra, a diretora-geral Margaret Chan declarou que conseguiram isolar o Zika vírus no sêmen humano e há um possível caso de transmissão pessoa a pessoa. No entanto, ainda não há evidências suficientes para afirmar que o sexo é uma forma de transmissão da doença.

A transmissão da doença pelo sangue, como em transfusões sanguíneas, também está sendo estudada. A OMS acredita que essa transmissão é possível, mas que este mecanismo é pouco frequente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, há a investigação da transmissão vertical, de mãe para filho, praticamente comprovada devido a relação dos casos de microcefalia em bebês com a infecção da mãe pelo Zika vírus. O OMS, no entanto, descarta a transmissão por leito materno e incentiva que as mulheres continuem amamentando.