PUBLICIDADE

Estados Unidos retiram sabonetes antibacterianos do mercado

Autoridade sanitária exige que as fabricantes alterem a fórmula desses produtos em até um ano

Você usa sabonetes antibacterianos? De acordo com o Food and Drug Administration (FDA), órgão americano responsável por regular o padrão de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, esse tipo de produto pode ser mais prejudicial do que benéfico para a saúde.

Por isso, o FDA determinou na última sexta-feira (02) que as fabricantes parem de vender sabonetes para banho e corpo conhecidos como antibacterianos, caso os mesmos tenham um dos 19 ingredientes vetados pelo órgão. As empresas têm até um ano para fazerem as alterações.

"Os consumidores podem acreditar que eles são mais eficientes para evitar a proliferação de germes, mas não temos evidência científica disso", disse Janel Woodcock, diretora do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos do FDA.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O comunicado do FDA destaca que a proibição se destina a produtos usados e enxaguados com água, portanto, gel antisséptico, lenços umedecidos, entre outros, continuam liberados nos Estados Unidos.

Em 2013, autoridades americanas solicitaram pesquisas e comprovações de que esses produtos eram mais eficazes do que os sabonetes normais, especialmente contra doenças e infecções. O FDA afirma que essa teoria não foi comprovada pelas fabricantes.

Além disso, outras pesquisas sugerem que o contato com os ingredientes presentes nesses produtos poderia causar um aumento da resistência bacteriana ou a alterações hormonais. Os principais órgãos de saúde americanos reforçam que água e sabão continua sendo a forma mais importantes de evitar contaminações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)