PUBLICIDADE

A cada 900g emagrecidas, seu corpo quer consumir 100 calorias a mais

Estudo diz ainda que 80% das pessoas que perdem até 10% do seu peso voltam a engordar gradualmente

Uma nova pesquisa constatou o porquê de as pessoas recuperarem alguns quilinhos depois de um processo de emagrecimento: o responsável seria o apetite, que aumenta com a perda de peso. Os resultados mostram que a cada 900 gramas de peso perdido, o corpo precisa consumir cerca de 100 calorias a mais do que o habitual.

"Essa é a primeira vez que o número foi calculado. Nós não sabíamos o quão grande esse número era antes do estudo", diz o pesquisador Kevin Hall, PhD do Instituto Nacional de Saúde em Bethesda, nos Estados Unidos, que busca entender como o corpo responde à perda de peso.

A equipe de Hall está estudando a droga Invokana, usada para pacientes com diabetes, mas que pode ajudar na perda de peso. O medicamento reduz o açúcar no sangue, sendo eliminado através da urina.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O trabalho foi realizado com 242 pessoas com diabetes tipo 2, que deveriam tomar uma dose diária do medicamento ou um placebo. Depois de um ano, 89 pessoas que tomaram placebo haviam perdido 900 gramas, já as 153 pessoas que tomaram Invokana perderam 3Kg ao longo do período.

O pesquisador descobriu o corpo dos participantes lutava contra a perda de peso, levando os a comer mais para compensar o déficit. Se uma pessoa que normalmente come cerca de 2.700 calorias por dia perde cerca de 4kg, o corpo tentará o fazer comer cerca de 400 calorias a mais do que eram antes - um total de 3.100 calorias por dia.

Contudo, o estudo ainda tem algumas limitações e o próximo passo é fazer pesquisa com pessoas que tenham um estilo de vida saudável. Além disso, ainda não está claro como essas alterações no apetite se aplicam em diferentes quantidades de perda de peso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os pesquisadores acreditam que essa pesquisa deve mudar a forma como os médicos irão tratar pacientes em fase de perda de peso. "Este é um estudo de referência. Ele nos dá uma informação muito útil que vai realmente ajudar a desenvolver novas orientações, para evitar a recuperação do peso", diz Ken Fujioka, MD, diretor do centro de pesquisa metabólica na Clínica Scripps na Califórnia, Estados Unidos.

O estudo descobriu também que 80% das pessoas que perderam até 10% do seu peso corporal recuperaram o peso gradualmente ou engordaram mais do que o esperado.

Há décadas pesquisadores vêm trabalhando para entender o motivo de ser tão difícil manter a perda de peso. Um estudo realizado com participantes do reality show americano "The Biggest Loser" mostrou como, após 6 anos do programa, todos haviam recuperado seu peso. A explicação está ligada ao metabolismo, que determina quantas calorias uma pessoa queima quando está em repouso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando o programa começou, os participantes, mesmo com sobrepeso, tinham metabolismos normais para o seu peso, ou seja, queimavam o número normal de calorias para pessoas com obesidade. Porém, ao final do reality, o metabolismo dos participantes tinha desacelerado radicalmente e eles não estavam queimando calorias o suficiente para manter o corpo magro.

Os pesquisadores continuam sem entender como a ingestão de alimentos é afetada após a perda de peso, isso porque as pessoas não conseguem ter um controle de quanto comem diariamente. Além disso, encontram dificuldades para medir o apetite com o uso de medicamentos, pelo fato dos mesmos diminuírem o apetite, assim interferindo nos resultados.