PUBLICIDADE

Mosquitos para combater zika e dengue serão soltos no Brasil

Projeto, que também será utilizado em outros países, usará a bactéria Wolbachia para combater os vírus

Em uma iniciativa de várias instituições filantrópicas e governos, um grande plano de ação para combater o vírus zika, a dengue e o chikungunya, todos transmitidos pelo aedes aegypti. O projeto será lançado no Brasil e na Colômbia, países onde existe alta incidência do mosquito. Os resultados serão analisados nos próximos dois ou três anos.

Os mosquitos que serão espalhados em áreas urbanas, inicialmente no Rio de Janeiro já no começo de 2017, são geneticamente modificados com bactérias Wolbachia. Outras pesquisas anteriores realizadas na Austrália, Indonésia e Vietnã mostraram que a bactéria ajuda a reduzir significativamente a capacidade dos vírus se espalharem.

O Programa Eliminar a Dengue, liderado pela Universidade de Monash, na Austrália, é responsável pelo desenvolvimento da iniciativa. A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), o governo britânico, a fundação de caridade global Wellcome e a Fundação Bill e Melinda Gates estão entre os financiadores do projeto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)