PUBLICIDADE

Crianças indianas morreram por comer lichia de estômago vazio

Pesquisadores descobriram que a toxina presente na fruta impede organismo de produzir glicose

Durante duas décadas, no período de maio a julho, crianças aparentemente saudáveis na região de Bihar, na Índia, sofriam convulsões e perda de consciência. Cerca de 40% delas acabavam morrendo. Por esse motivo, cientistas americanos e indianos decidiram pesquisar o que estava causando as mortes.

A nova pesquisa, publicada no jornal médico The Lancet, sugere que elas foram envenenadas por uma fruta. A maioria das vítimas eram crianças pobres da principal região de produção de lichias da Índia que teriam comido frutas que caíam no chão em pomares.

Os pesquisadores observaram a população da cidade de Muzaffarpur por dois anos para tentar entender quais eram seus hábitos, além de realizaram diversos exames nas crianças. "Foi uma situação muito intensa, nós víamos crianças morrendo diante dos nossos olhos todos os dias, assim que chegavam ao hospital", disse o Dr. Rajesh Yadav, autor do estudo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A descoberta veio através de uma análise feita na lichia. A fruta contém duas substâncias, a hipoglicina e a metileneciclopropil glicina, que inibem a capacidade do organismo de produzir glicose, o que teria afetado crianças pequenas cujos níveis de açúcar no sangue já eram baixos por não jantarem.

Com a glicose baixíssima no organismo, algumas crianças, especialmente as menores, desenvolviam problemas repentinos e graves em seus cérebros, encefalopatia, e acabavam falecendo. As mortes aconteciam justamente na época de colheita da lichia.

Então, as autoridades de saúde alertaram os pais a se certificar de que as crianças estão recebendo refeição à noite e a limitarem o número de lichias que consomem. Estas simples medidas já fizeram com que o número de mortes de crianças caísse drasticamente

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)