PUBLICIDADE

Anvisa suspende lotes de canela em pó e doce de mamão

Proibição de três lotes de canela aconteceu ao encontrarem pelos de roedor, e o doce de mamão por teor de cobre acima do permitido

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a comercialização e a distribuição de três lotes de canela em pó das marcas Junco Industria e Comercio Ltda, Arcos Comércio Importação Ltda e Indústria e Comercio de Temperos Sacy Ltda por apresentar fragmentos de pelo de roedor.

O problema foi identificado pela Diretoria de Vigilância em Alimentos do Estado de Minas Gerais (DVA-MG) que detectaram matérias estranhas nos produtos. Este tipo de falha pode representar risco à saúde humana, assim as empresas deverão recolher os estoques de todos os produtos existentes no mercado.

As decisões da Anvisa estão publicadas em resoluções no Diário Oficial da União (DOU). A primeira refere-se ao lote Lote 3855 e validade de 23/08/2018 da canela em pó fabricada pela Junco-Industria e Comercio Ltda. A segunda, à canela em pó da china fabricada pela Arcos Comércio Importação Ltda Lote 01/06MP e validade 12/04/2017. A terceira trata da canela em pó da Indústria e Comercio de Temperos Sacy Ltda lote 1607 e validade 01/07/2018.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, a Agência também proibiu a distribuição e comercialização do Doce de Mamão Ralado da marca Doce Antunes, embalagem de 700g. O produto apresentou uma quantidade de cobre acima do permitido para este tipo de contaminante, o que pode ser prejudicial para a saúde.