PUBLICIDADE

Obesidade cresceu 36% entre usuários de planos de saúde

O principal objetivo do estudo é criar alternativas para estimular os clientes a seguirem padrões de vida mais saudáveis

Um estudo feito pelo Ministério da Saúde e a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) revelou que a obesidade entre usuários de planos de saúde subiu 36% em sete anos. Em 2008 o número era de 12,5%, aumentando para 17% em 2015.

Contudo, se os dados considerarem todos os clientes que estão acima do peso ideal, esse índice cresceria para 52,3%. Os números estão presentes na nova edição do Vigitel da Saúde Suplementar, estudo criado para analisar a presença de fatores de risco de doenças crônicas, com excesso de peso, hábitos alimentares, consumo de cigarro e nível de atividades físicas.

Entre maio e dezembro de 2015 foram entrevistadas 30.549 pessoas com plano de saúde em todas as capitais. Os dados mostram a necessidade de aumentar o debate com as agências de planos de saúde, com o intuito de criar alternativas para estimular os clientes a seguirem padrões de vida mais saudáveis.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os usuários já estão em busca de mudanças positivas, aproximadamente 43% praticam atividades físicas por mais de 150 minutos por semana, um aumento de 16% desde 2008.

No entanto existem outros desafios, ainda existem 16% dos entrevistados que afirmam não realizar nenhum exercício físico nos últimos três meses. Além disso, a alimentação permanece em crise, cerca de 24% dos usuários consumem doces mais de cinco dias da semana, e 27% admitem comer carne com excesso de gordura.

A obesidade é um dos principais fatores de risco para doenças crônicas e cardiovasculares. São consideradas acima do peso pessoas cujo o IMC (índice de massa corporal), que é calculado com base no peso e altura, é igual ou maior que 25kg/m². Já a índice para a obesidade é igual ou maior que 30kg/m².

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nos últimos anos o excesso de peso tem sido crescente também na população em geral. De acordo com dados divulgados pelo ministério em 2016, o índice era de 53%. Especialistas dizem que o crescimento da obesidade no país pode ter relação com aumento do consumo de alimentos processados, baixo estímulo em educação alimentar e prática de atividades físicas.

Atualmente, existem 1.481 programas de prevenção e promoção à saúde por operadoras de planos de saúde. Essas iniciativas não controlam apenas a obesidade, mas também ajudam no combate de tabagismo, estimulam os exercícios físicos e mapeamento precoce de doenças.