PUBLICIDADE

Número de casos da gripe dobram em 2018 e campanha de vacinação é prorrogada

Do total registrado, 1.619 casos e 284 óbitos foram causados por H1N1

As temperaturas mais baixas durante o outono e invernos contribuem para a vulnerabilidade do organismo, aumentando o risco de gripe, que também recebe o nome de influenza. De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, os números de casos de gripe dobraram em relação ao ano passado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Até o dia 9 de junho, foram foram registrados 2.715 casos e 446 óbitos pelo vírus influenza - H1N1, H3N2 e influenza B e subtipado A. Nesse mesmo período do ano passado foram contabilizados 1.227 casos e 204 óbitos. Do total, 1.619 casos e 284 óbitos foram por H1N1.

A taxa de mortalidade por influenza no Brasil está em 0,18% para cada 100.000 habitantes. Dos 374 indivíduos que foram a óbito por influenza, 267 (71,4%) apresentaram pelo menos um fator de risco para complicação, com destaque para adultos maiores de 60 anos. Esse público é considerado de risco para a doença, por isso a vacina contra a gripe é garantida gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Campanha de vacinação prorrogada

Devido as baixas coberturas na Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, o Ministério da Saúde vai prorrogar a vacinação até o dia 22 de junho. Segundo o último levantamento, 11,8 milhões de pessoas ainda precisam se vacinar contra a gripe.

A partir do dia 25 de junho, caso haja disponibilidade de vacinas nos estados e municípios, a vacinação poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos. O governo reforça a importância dos estados e municípios continuarem a vacinar os grupos prioritários, em especial, crianças, gestantes, idosos e pessoas com comorbidades, público com maior risco de complicações para a doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Apenas três estados alcançaram a meta de 90% de imunização dessa população específica, foram os estados de Goiás, Amapá e Ceará. Até o momento os estados de Roraima, Rio de Janeiro e São Paulo registraram os resultados menos expressivos, com 53,59%, 57,29% e 68,58%, respectivamente.