PUBLICIDADE

Mulher morre de embolia pulmonar após fazer procedimento estético

Renata Bretas faleceu cinco dias depois de realizar lipoaspiração e colocar silicone

Na segunda-feira (22/10), uma mulher morreu após passar por cirurgia estética em uma clínica de Belo Horizonte. A família dela afirmou que os médicos alegaram embolia pulmonar como causa da morte.

A moradora da Região Central de Minas Gerais, Renata Bretas, 36 anos, passou pelo procedimento para colocar silicone nos seios e fazer lipoaspiração nas axilas, na última quarta-feira (17/10).

Dois dias depois, ela voltou à clínica se queixando de dores. Após ser atendida e liberada, voltou para cidade em que morava, Itabirito. As dores persistiram e Renata teve uma parada cardíaca, falecendo a caminho do Hospital São Vicente de Paula. Ela deixa um filho de 6 anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em entrevista ao G1, o médico que realizou a cirurgia, Frederico Vasconcelos, disse que a paciente era saudável e não tinha histórico familiar de embolia. Além disso, ressaltou que a causa da morte pode não necessariamente estar relacionada à cirurgia.

O que é embolia pulmonar?

Embolia pulmonar é um bloqueio de uma ou mais artérias dos pulmões causada por gordura, ar, coágulo de sangue ou células cancerosas.

Uma embolia pulmonar é mais frequentemente causada pela presença um coágulo de sangue em uma artéria, que bloqueia a passagem de sangue. Esse coágulo é geralmente proveniente de veias perna (principalmente da região da coxa) ou da pélvis (área dos quadris). Esse tipo de coágulo é chamado também de trombose venosa profunda (TVP). O TVP se solta e se desloca para os pulmões. Entenda mais sobre o assunto, clicando aqui!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)