Tarcísio Meira morre aos 85 anos vítima de COVID 19

Glória Menezes permanece internada em hospital de São Paulo. Casal havia se vacinado no começo do ano

Morreu na manhã desta quinta-feira (12) o ator Tarcísio Meira. Aos 85 anos, o artista faleceu em decorrência de complicações da COVID-19. A informação foi confirmada pela Rede Globo, emissora que Tarcísio trabalhava desde 1967.

O ator estava internado no hospital Albert Einstein com COVID-19 desde 6 de agosto. O quadro de Tarcísio era delicado e ele precisou ser entubado e passar uma hemodiálises contínuas.

Glória Menezes, esposa de Tarcísio, também contraiu COVID-19 e segue internada. A atriz de 86 anos apresentou sintomas leves da doença e, segundo o G1, se recupera bem com o auxílio de oxigênio nasal. Glória está em um quarto e, de acordo com a assessoria de imprensa da atriz ao jornal Extra, deve ter alta em breve.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tarcísio deixa a esposa com quem era casado há quase 60 anos, o filho Tarcísio Filho e uma carreira de mais de seis décadas no teatro, cinema e televisão.

Tarcísio Meira e Glória Menezes tomaram vacina

Chamou a atenção o fato de Tarcísio e Glória terem sido vacinados com as duas doses da vacina contra a COVID-19 em março de 2021. É preciso lembrar, entretanto, que as vacinas não são infalíveis contra o coronavírus - assim como qualquer imunizante contra doenças.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunologia, as vacinas são seguras e eficazes. Mas ainda assim, para que o controle das mortes pelo vírus seja controlado, é preciso que a vacinação em massa aconteça.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Mesmo com uma vacina que tenha eficácia de 95%, 5 em cada 100 pessoas não estarão protegidas. Para a imunização ser mais efetiva e voltarmos à nossa rotina normal, sem máscara ou isolamento, é necessário que haja vacinação em massa. Com a imunização de boa parte da população, há redução da circulação do vírus e temos uma imunidade comunitária; ou seja, é necessário ter ampla distribuição da vacina para termos proteção em base populacional", informa a SBI.

Neste momento, 52% da população brasileira tomou a primeira dose da vacina, segundo o consórcio de imprensa, e apenas 22% tomou as duas doses ou o imunizante de dose única - o que significa estar completamente imunizada contra o coronavírus.

A meta para o controle da pandemia, ainda de acordo com a SBI,, é que a vacinação atinja a faixa de 70% da população totalmente imunizada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)