Vacinados contra COVID-19 transmitem o vírus por menos tempo

Estudo realizado nos EUA aponta que, além de eliminarem o vírus mais rápido, pessoas imunizadas têm tempo menor de contágio

Atualmente, mais de 145 milhões de brasileiros já receberam ao menos uma dose da vacina contra a COVID-19, segundo dados coletados pelo Consórcio de veículos de imprensa. Esse número aponta que a vacinação no Brasil está progredindo e, consequentemente, deve impactar os índices de transmissão.

De acordo com um estudo realizado por imunologistas e epidemiologistas estadunidenses, pessoas que foram imunizadas contra o coronavírus, além de apresentarem menores chances de se infectar, também eliminam o vírus mais rápido do organismo. Assim, caso infectadas, transmitem o vírus por menos tempo em comparação a pessoas que não foram vacinadas.

O artigo pré-publicado no medRxiv analisou a transmissão entre 173 pessoas contaminadas e mediu o tempo até o corpo atingir a carga viral máxima e a eliminação total do vírus. Os participantes da análise eram funcionários e jogadores da Associação Nacional de Basquete dos Estados Unidos (NBA).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O estudo concluiu que o pico de carga viral foi atingido no 3º dia de acompanhamento, tanto em pessoas vacinadas quanto em não vacinadas. Já em relação à eliminação do vírus, os vacinados tiveram um resultado mais rápido. Por volta do 5º dia, já estavam livres do coronavírus, enquanto os não vacinados levaram de sete a oito dias para zerar a carga viral.

Tempo menor de transmissão

Com a carga viral zerada mais rapidamente, os imunizados contra o coronavírus acabam ficando menos tempo suscetíveis a transmitir o vírus para outras pessoas. A partir disso, o estudo concluiu que a vacinação, além de evitar a progressão da doença para casos mais graves, pode reduzir as taxas de transmissão.

Uma outra pesquisa, publicada no New England Journal of Medicine, confirmou os efeitos da imunização sobre a transmissão do vírus. O levantamento britânico concluiu que a transmissão entre pessoas que moram na mesma residência caiu em 50% através da vacinação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Apesar do avanço da vacinação no país, existem ainda altos índices de pessoas não vacinadas. Por isso, é essencial que os cuidados e as medidas sanitárias sejam respeitados, como o uso de máscara e o distanciamento social, importantes ferramentas de controle de transmissão do vírus.