Dayene perguntou:

Transtorno de Ansiedade pode aumentar o ciumes em um relacionamento por questões de insegurança?

  • Respondido em 09/01/2018
    Tonina Miraglia Psicologia - CRP 06/17616/SP
    Olá,

    Sim, para a primeira parte da sua pergunta.
    O Transtorno de Ansiedade pode aumentar o ciúmes, em um relacionamento.

    Sobre “questões de insegurança”, acho melhor contemplarmos outra resposta, um pouco mais explicativa.

    Lembrando sempre que tratamos Ansiedade com psicoterapia, mas em caso de transtornos, necessitamos também da psiquiatria. 

    Vou responder sua pergunta, considerando a contribuição que a Psicologia pode nos oferecer.

    Hoje sabemos que nosso Padrão de Pensamento (que pode ser equivocado), está ligado às emoções primárias (Alegria, Tristeza, Raiva, Medo e Nojo), emoções essas que desencadeiam sensações (ansiedade natural, etc.) que por sua vez, estimulam nosso comportamento (ex: as manifestações de ciúme).

    Quando pensamos de modo equivocado, disfuncional, quando nossa mente tenta adivinhar o que não está claro e faz isso imaginando situações prejudiciais, ofensas, provocações, ameaças, “vemos” o que não é, e ainda aumentamos o que achamos que é, vamos ter como resultado, raiva, medo, em níveis elevados.

    O medo e a raiva, à exemplo de outras emoções, são naturais e tem lugar certo na nossa vida. Mas precisam estar em harmonia com a realidade e para isso, precisamos aprender a pensar de modo mais saudável e concluir o que fazer com as duas, para não errar.

    Os pensamentos que descrevi acima, são do tipo que chamamos de “automáticos”, porque não têm a devida reflexão, e são causados por Distorções Cognitivas.

    A abordagem Cognitivo Comportamental define as Distorções e vou exemplificar com duas, que podem ampliar o caso sobre o qual estamos lidando aqui e ajudar mais um pouco na compreensão do processo.
    Mental Reading (Leitura Mental), que acontece quando pensamos que sabemos o que o outro pensa e é sempre algo negativo e pessoal.
    Incorrect Dimension (Maximização/Minimização), que significa não dar a dimensão correta aos fatos. O ciúme exacerbado, deixa claro que temos aqui alguém, que aumenta o que vê e sente fatos.

    As Distorções não são Transtornos. Todos nós temos Distorções Cognitivas e devemos, na medida do possível, buscar ajuda para alinha-las, mas aos portadores de Transtornos, as Distorções são poderosos alimentos, agravadores dos sintomas.

    Concluindo, quem tem um conceito equivocado sobre Relacionamento, Confiança, Respeito e não entende o papel que cada um tem dentro da dinâmica do casal, pode facilmente, dentro dessa dinâmica, ver o que não está ali, ouvir o que não foi dito e supor o que não está acontecendo. O medo de perder o outro, a raiva, se achar que está “sendo feito de bobo” vão agravar a ansiedade que por sua vez, vai alimentar o ciúme, causando, tristeza, sofrimento e muitas vezes, constrangimento.

    Precisamos entender que:
    . Não sabemos o que as pessoas pensam. Podemos até perguntar, mas temos que ficar com o que nos responderem;
    . Quando aumentamos o que acontece, estamos criando algo além do que podemos administrar e corremos o risco de “esmagamento” por essa coisa que nós mesmos criamos. Os fatos têm a sua dimensão e precisamos encontra-la. Sem aumenta-los e sem diminui-los.

    PUBLICIDADE
  • Respondido em 09/01/2018
    Dirk Belau Psicologia e Psicanálise - CRP 06/117170/SP
    Olá,

    o intuito da sua pergunta vale e a resposta é: pode.

    No entanto, cabe esclarecer que não se trata de uma relação causal, tal que a ansiedade aumenta ciumes. Mas ambas são atitudes da personalidade atrapalhada que normalmente ainda tem outros problemas, muitos vinculados com falta de autoestima, autoconfiança e confiança em geral. Mas o que se disser sobre ela, tudo é parcial apenas, pois ela forma um ser enteiro com mil maneiras de se sentir e expressar. Se você perceber os ciumes antes de outras atitudes que possam atrapalhar, é que a expressão da sua personalidade desconfiante se concentra nesta modalidade, mas dentro de você ela é mais abrangente e pode atrapalhar outros comportamentos e raciocínios seus em qualquer momento, principalmente em situações estressantes. Até despercebidamente, pois nos aprendemos desde a infância evitar de nos dar conta das nossas falhas de nervos, porém com restrições na vida.

    É por isto que se recomenda um trabalho "profundo" ou seja prolongado com um profissional de psicoterapia falada ou psicanálise.

    Nada impede você procurar crescer pelos seus próprios esforços também, prestando atenção aos seus sentimentos e comportamentos, como você já fez com esta pergunta sua. Aos poucos vai avançar. Quero só dizer que querer arrumar a ansiedade para se livrar dos ciumes, isto é complexo e demorado e requer bastante dedicação, pois não é "só" ansiedade. Aliás, a ansiedade costuma estar em tudo que você sentir, pensar, fizer, deixar de fazer, ...

    PUBLICIDADE