1 pessoa perguntou:

Como funciona a pílula Yasmin?

  • Minha Vida responde
    Respondido em 27/06/2018 às 22:27
    Minha Vida responde
    perguntas que não podem ser respondidas por nossos especialistas
    Olá,

    Para que serve?

    Yasmin é utilizado para prevenir a gravidez. Este medicamento proporciona também benefícios adicionais:

    • Melhora dos sintomas associados à retenção de líquido, como distensão abdominal (aumento do volume do abdome), inchaço ou ganho de peso;

    • Melhora da acne e redução do excesso de oleosidade da pele e dos cabelos.

    Ação esperada

    Yasmin é um contraceptivo oral combinado. Cada comprimido revestido contém uma combinação de dois hormônios femininos: a drospirenona (progestógeno) e o etinilestradiol (estrogênio). Devido às pequenas concentrações destes hormônios, considera-se Yasmin um contraceptivo combinado de baixa dose. Os hormônios contidos em Yasmin previnem a gravidez por meio de diversos mecanismos, sendo que os mais importantes são inibição da ovulação e alterações na secreção cervical (no colo uterino).

    Contraindicações

    Anticoncepcionais, como o Yasmin, são contraindicados nos seguintes casos:

    • Histórico de trombose, embolia pulmonar ou coágulos em outras partes do corpo;

    • Histórico de ataque cardíaco ou derrame cerebral;

    • Histórico de doenças que podem indicar um ataque cardíaco, como angina pectoris, ou derrame;

    • Risco alto de ter coágulos;

    • Histórico de enxaquecas com sintomas neuronais focais, como intomas visuais, dificuldade para falar, fraqueza ou adormecimento em qualquer parte do corpo;

    • Diabetes com comprometimento do vasos sanguíneos;

    • Histórico de doença ou tumor no fígado;

    • Histórico de câncer ligado aos hormônio sexuais (como mama ou dos órgãos genitais);

    • Mau funcionamento dos rins;

    • Presença de sangramento vaginal sem explicação;

    • Alergia aos componentes do medicamento.

    Como usar?

    Quando usados corretamente, o índice de falha dos contraceptivos orais combinados é de aproximadamente 1% ao ano (uma gestação a cada 100 mulheres por ano de uso). O índice de falha pode aumentar quando há esquecimento de tomada dos comprimidos ou quando estes são tomados incorretamente, ou ainda em casos de vômitos dentro de 3 a 4 horas após a ingestão de um comprimido ou diarreia intensa, bem como interações medicamentosas.

    Veja mais detalhes no item 6 desta bula.

    Efeitos colaterais

    As reações adversas mais comuns ligadas ao Yasmin são:

    • Instabilidade emocional (alterações de humor);

    • Depressão/ estados depressivos;

    • Diminuição ou perda da libido (diminuição ou perda do desejo sexual);

    • Enxaqueca;

    • Náuseas;

    • Dor nas mamas;

    • Sangramento uterino inesperado (sangramento entre períodos menstruais);

    • Sangramento vaginal (sangramento não específico do trato genital).

    Veja mais reações adversas menos comuns a este medicamento no item 8 desta bula.

    PUBLICIDADE