1 pessoa perguntou:

Acho que tenho transtorno bipolar como faço para saber?

  • Respondido em 14/02/2018
    Dirk Belau Psicologia e Psicanálise - CRP 06/117170/SP
    Olá,

    se você lê a respeito do transtorno bipolar, você entende facilmente em quê medida você está vivendo com ele.

    Mas o fato de você aparentemente não ter-se informado até agora me faz pensar que você pode estar achando que o transtorno bipolar é difícil de se entender. Não é assim. O transtorno bipolar nada mais é que a oscilação entre estados de euforia e estados de tristeza, um deles ou ambos de expressão mais ou menos forte. Se você está sofrendo estados de euforia e tristeza, só você pode saber. Quem você pedir de lhe dar a resposta à sua pergunta vai primeiro perguntar a você se você está vivendo estes estados de euforia e tristeza. Nada mais.

    Contudo, quero alertar que com palavras como "transtorno bipolar" não se deveria brincar, pois são rótulos que facilmente podem levar à discriminação, à diminuição do respeito que você pode esperar das pessoas no seu entorno, e podem levar a dificuldades de emprego, por exemplo. Primeiro decida para quê você está querendo saber se você é bipolar e se realmente precisa saber. Um diagnóstico é fácil establecer, mas ele nunca mais vai embora. Todos nós somos bipolares numa certa medida. Só se você está sofrendo de tristeza (depressão) sobremedida ou se você toma decisões levianas involvendo gastos ou prejudicando a sua vida ou a vida de outras pessoas, na fase da euforia, vale consultar um profissional de psiquiatria para talvez experimentar uma medicação calmante.

    Se você chega à conclusão que a bipolaridade está dominando a sua vida e está dificultando os seus relacionamentos humanos ou o seu trabalho, considere uma psicoterapia profunda, pois a medicação dificilmente vai mudar a sua situação suficientemente.

    PUBLICIDADE