elaine perguntou:

O síndrome do pânico causa falta de apetite?

  • Respondido em 24/09/2014
    Vania Alcantara Pereira Olivier Psicologia - CRP 02-14665/PE
    Olá,

    O pânico é um transtorno de ansiedade que causa muito desconforto à pessoa, porque a sensação física, psíquica ou comportamental é percebida por ela de maneira catastrófica.

    Gatilhos internos ou externos podem desencadear a primeira ocorrência do episódio deste transtorno.

    A exposição a certos estressores podem desencadear algumas sensações corporais, que levam a pessoa a ter um medo súbito e excessivo e elas passam a interpreter estes sinais do organismo erroneamente como se um perigo estivesse prestes a acontecer, como por exemplo: medo de morrer, ficar asfixiado, perder o controle ou estar ficando louco, o que leva-a a evitar às situações temidas, pois ficam hipervigilantes aos sintomas.

    É importante que fique claro que a evitação ou fuga não acontece em função das situações, mas por uma preocupação excessiva de que os ataques de pânico vão surgir a qualquer momento, e há uma sensação de que vai perder o controle.

    A emoção do medo e a iminência do perigo transformam-se numa fixação de pensamentos irrealistas de que vários sintomas fisiológicos podem ocorrer o que a faz entrar em pânico como: a sudorese excessiva, os tremores nas pernas, a falta de ar, as dores abdominais, os arrepios, a náusea, as dores musculares, as ondas de frio ou calor, o formigamento, as palpitações, a diarréia, cefaléia, fraqueza, taquicardia, tontura, garganta ou boca seca, vontade frequente ou urgente de urinar ou defecar, o desconforto toráxico entre outros sintomas.

    A sua falta de apetite pode estar ligada a outros fatores e não diretamente ao transtorno de pânico. Geralmente, os transtornos de ansiedade vêm acompanhados de outros transtornos secundários, que são chamados de comorbidade. A depressão, que é um transtorno de humor pode ser uma destas comorbidades. A preocupação excessiva com o seu futuro, com problemas atuais ou do passado, outros transtornos mentais ou clínicos também podem ocasionar o problema que deve ser melhor investigado.

    PUBLICIDADE