WELLNGTON perguntou:

Meu pai passou 11 dia com menigite so foi descoberto depois que ele veio a óbito. se fosse descoberto no inicio ele poderia ter sobrevivido?

  • Respondido em 19/07/2016
    Dra. Sumire Sakabe Infectologia - CRM 94070/SP
    especialista minha vida
    Olá,

    Esta é uma pergunta para a qual imagino nem mesmo os médicos que cuidaram do seu pai têm a resposta. Eu lamento muito e fico aqui pensando como escrever para você neste momento de tanta dor. Porque tenha isto acontecido ontem ou há muito tempo, a dor de perder um pai é sempre grande e a dor desta dúvida, imensa. “Será que ele poderia ter sobrevivido?” É senso comum que o diagnóstico precoce impacta no desfecho: ou seja, quando mais cedo um diagnóstico é feito, maiores as chances de sucesso. No entanto, há tantas variáveis que é impossível dizer, para cada paciente, se o diagnóstico precoce teria mudado o que aconteceu. Aqui pensando no seu pai, é importante considerar a idade dele, se tinha outras doenças, porque teve meningite? Era um homem saudável que acordou com dor de cabeça e tinha meningite? Era um etilista que foi encontrado desacordado há um tempo que não sabemos e tinha meningite? Ou precisou de uma neurocirurgia por um tumor maligno e agressivo e evoluiu com meningite? Tantas variáveis! Depois que a medicina já perdeu, e seu pai não está mais aqui, resta ter esperança de que a medicina tenha sido boa para ter dado conforto a ele na sua passagem e mais que isso, que tenha mostrado a você que nos 11 dias sem este diagnóstico, se procurou encontrá-lo e se tratou seu pai como uma PESSOA com uma (ou muitas) doenças e não o contrário. E que nos dias depois do diagnóstico, o tratamento foi instituído de forma adequada. Eu provavelmente nunca vou saber disto. Gostaria, no entanto, que sua dúvida não lhe causasse dor desnecessária. Lidar com a sua perda e o seu luto de forma serena será bom para você, ainda que isto só seja possível daqui a algum tempo.
    Um abraço.

    PUBLICIDADE