Soro caseiro: como fazer e tomar a receita em casa

Soro caseiro ajuda a manter o corpo hidratado em casos de diarreia e vômitos. Saiba a medida da receita caseira

Conteúdo atualizado em 29/09/2020

Soro caseiro é uma solução feita composta por água, sal e açúcar que ajuda a combater a desidratação, causada principalmente por vômitos e diarreia. É o nome popular para soro de reidratação oral.

A solução tem sido usada no Brasil desde a década de 1970 e, segundo o Ministério da Saúde, o soro caseiro contribuiu para reduzir a mortalidade infantil ocasionada pela desidratação em todo o mundo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Receita: como fazer soro caseiro

Para preparar o soro caseiro você precisará de água, açúcar e sal, sendo misturado na seguinte medida:

Receita de soro caseiro com colher padrão

Se necessário, basta se dirigir a qualquer posto de saúde e pedir pela colher padrão disponibilizada pela UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que já contém a medida certa para sal e açúcar em cada ponta para fazer o soro caseiro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Colher padrão fornecida gratuitamente em postos de saúde para soro caseiro - Foto: Divulgação
Colher padrão fornecida gratuitamente em postos de saúde para soro caseiro - Foto: Divulgação

Além disso, é possível encontrar essa preparação nas unidades da farmácia popular distribuída pelo Ministério da Saúde, gratuitamente, na forma de envelopes prontos para o uso.

Quando fazer

O soro caseiro só deve ser preparado em uma situação que não haja acesso à preparação pronta. Isso porque há chances de erros nas medidas quando feito em casa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Atenção às medidas

De acordo com o pediatra Hamilton Robledo, é necessário que sejam estas medidas citadas acima, pois correspondem às perdas de água e sais minerais que acontecem durante quadros de diarreia e vômitos.

Como deve ser tomado

Deve-se ingerir o soro caseiro em pequenos goles. O soro tem validade de 24 horas após ser preparado. É importante observar se há perda de líquido por meio de diarreia e vômitos. Caso haja, o recomendado é ingerir o soro caseiro na mesma quantidade perdida.

"O soro caseiro deve ser oferecido em pequena quantidade e várias vezes, por exemplo, 1/2 copo para crianças acima de 2 anos a cada 30-40 min. E para as crianças abaixo de 2 anos, pode ser oferecido a colheradas", diz Hamilton Robledo, pediatra da Rede de Hospitais São Camilo de SP.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Efeito do soro caseiro

É indicado para reposição da água e sais perdidos em quadros como diarreia, virose e vômitos que podem levar à desidratação.

"O soro caseiro de reidratação oral é indicado em casos de desidratação, que em crianças normalmente se deve às diarreias, principalmente as acompanhadas de vômitos", diz o pediatra Sylvio Renan.

O que muitas vezes não notamos é que quando desidratamos não perdemos apenas água, mas sais também - por isso, apenas água não basta para combater a desidratação. Apesar de ser mais comum dar o soro caseiro para crianças, adultos de qualquer idade também podem se beneficiar dele quando há risco de desidratação.

Uma vez recuperado, o paciente pode se beneficiar do consumo de alimentos probióticos que ajudam a equilibrar a flora intestinal. Além de evitar uma possível reincidência de quadros de diarreia, esses produtos também auxiliam na manutenção do sistema imunológico, fortalecendo as defesas naturais contra uma série de doenças.

Antes de ingerir ou oferecer este tipo de alimento, é importante consultar um médico para saber a dose e o tipo de probiótico recomendado, assim como o tempo adequado de uso. NUNCA se automedique e siga apenas as orientações fornecidas por um especialista.

Contraindicações

"O soro é contraindicado para bebês que ainda mamam exclusivamente no peito. Pessoas com hipertensão ou diabetes devem fazer uso com orientação médica e somente até saírem do quadro de desidratação", explica Érika Prates Cassiari, professora do curso de biomedicina da Universidade Metodista de São Paulo.

Segundo explica a especialista, as quantidades de açúcar e sal presentes normalmente não são suficientes para alterarem a glicemia e pressão arterial dos pacientes.

Contudo, mesmo assim é preciso cautela. Até porque uma pessoa com diabetes em desidratação pode estar com um quadro infeccioso e risco de hipoglicemia aumentado.

De acordo com o pediatra Renan, crianças com diabetes tipo 1 devem ser reidratadas com acompanhamento médico e geralmente com internação hospitalar.

Validade do soro caseiro

Segundo os especialistas, o soro pode ser guardado por até 24 horas, desde que em um recipiente fechado e, de preferência, refrigerado. Depois deste período ele deve ser descartado.

Soro pronto: qual a diferença?

Foto: Junkii/Shutterstock
Foto: Junkii/Shutterstock

Uma alternativa ao soro feito em casa, mas com o mesmo objetivo de prevenir a desidratação, é o soro pronto. O produto pode ser retirado gratuitamente nos postos de saúde, nas unidades da Rede Farmácia Popular ou adquirido nas demais farmácias.

Neste caso, o conteúdo ("pozinho") deve ser diluído na quantidade de água - filtrada e fervida ou mineral engarrafada - especificada na embalagem.

A diferença entre o preparado é que esse já vem pronto para ser diluído. Já o soro caseiro é que, ao fazê-lo em casa, há o grande risco da proporção de sal e açúcar serem erradas, levando ao risco de piora do quadro de desidratação.

Soro caseiro para diarreia e virose

5 remédios caseiros para diarreia: veja o que funciona

Dicas simples ajudam a parar a diarreia mais rápido

Tratamento para virose: Repouso e hidratação são importantes