PUBLICIDADE

Vasectomia: como é feita, vantagens e desvantagens

vasectomia é um procedimento cirúrgico que interrompe o fluxo de espermatozoides produzidos nos testículos

Atualizado em 09/12/2020

O que é a vasectomia?

A vasectomia, também conhecida como laqueadura masculina, é um procedimento cirúrgico que interrompe o fluxo de espermatozoides produzidos nos testículos e que normalmente seriam enviados ao pênis durante a ejaculação.

Como é feita a vasectomia

A vasectomia é uma cirurgia simples feita por um médico urologista em um hospital ou clínica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Durante o procedimento, os pequenos ductos deferentes que transportam o esperma são identificados logo abaixo da pele e, através de uma pequena incisão de cada lado da bolsa escrotal, essas estruturas são cortadas e bloqueadas por fios de sutura. Dessa forma, os espermatozóides não são emitidos durante a ejaculação.

Vasectomia é reversível?

A técnica é feita para ser permanente. Entretanto, existe a possibilidade de reversão da vactomia.

A reversão microcirúrgica é feita com a utilização de um microscópio e costuma durar de 2 a 3 horas. É um procedimento meticuloso e faz a reconexão das extremidades dos ductos deferentes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As taxas de sucesso são maiores quanto menor for o intervalo de tempo entre a vasectomia e a reversão. Homens que já foram vasectomizados há mais de 10 anos tem as menores taxas de sucesso.

Vale lembrar que, para homens que passaram por uma vasectomia e desejam ter filhos, existe possibilidade de técnicas de reprodução assistida, onde os espermatozoides podem ser aspirados diretamente dos testículos e colocados em contato com o óvulo para a fecundação.

A vasectomia pode se reverter sozinha?

Em até 0,2% dos homens submetidos à vasectomia podem apresentar uma reversão espontânea do fluxo de espermatozoides pelos ductos deferentes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Este evento raro é mais comum em homens que tiveram alguma infecção no escroto após a vasectomia, favorecendo uma aproximação das extremidades dos ductos deferentes e a recanalização.

Tipos

Existem dois tipos de vasectomias:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os métodos não cortados reduzem o risco de infecção e outras complicações e, em geral, levam menos tempo para curar.

Contraindicações

As únicas contraindicações estão relacionadas aos casais que não preenchem os critérios descritos na lei

Requisitos

No Brasil, a esterilização cirúrgica está regulamentada por meio da Lei nº 9.263/96, que trata do planejamento familiar, a qual estabelece no seu artigo 10 os critérios e as condições obrigatórias para a sua execução. De acordo com a referida Lei, somente é permitida a esterilização voluntária nas seguintes situações:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

I - em homens ou mulheres com capacidade civil plena e maiores de 25 anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos, desde que observado o prazo mínimo de 60 dias entre a manifestação da vontade e o ato cirúrgico, período no qual será propiciado à pessoa interessada acesso a serviço de regulação da fecundidade, incluindo aconselhamento por equipe multidisciplinar, visando desencorajar a esterilização precoce;

II - risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado em relatório e assinado por dois médicos.

A legislação federal impõe como condição para a realização da esterilização cirúrgica, o registro da expressa manifestação da vontade em documento escrito e firmado, após a informação a respeito dos riscos da cirurgia, possíveis efeitos colaterais, dificuldades de sua reversão e opções de contracepção reversíveis existentes. Além disso, as leis estabelecem, ainda que, em vigência de sociedade conjugal, a esterilização depende do consentimento expresso de ambos os cônjuges.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tempo de duração do procedimento

O procedimento é muito rápido (de 30 a 35 minutos) e o homem pode ir para casa no mesmo dia.

Exames necessários para realizar a cirurgia

Uma consulta médica e exame físico detalhado são fundamentais. Os exames básicos são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em situações especiais, em particular em homens com muitos problemas de saúde, uma avaliação completa pode ser exigida antes da cirurgia.

Cuidados antes da cirurgia

A cirurgia pode ser feita com anestesia local. Neste caso, não há necessidade de preparo especial antes da cirurgia. O homem deve se certificar de levar todos os seus exames para a clínica ou hospital, evitar bebidas alcoólicas na véspera e informar ao médico todas as medicações em uso.

Alguns urologistas e pacientes preferem fazer a vasectomia sob sedação e anestesia local, visando uma experiência mais confortável. Nesta situação, é necessário iniciar o jejum para sólidos e líquidos 8h antes da cirurgia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não há necessidade de fazer a depilação dos pelos pubianos em casa. Isso para evitar traumas na pele com instrumentos não esterilizados, o que pode aumentar o risco de infecções na pela após a vasectomia.

Cuidados e recuperação pós-cirurgia

Seguir alguns cuidados após a cirurgia são essenciais para recuperação rápida e completa do paciente. Entre esses precauções estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Complicações ou riscos da vasectomia

A vasectomia é considerada um procedimento de pequeno porte e tem baixíssimas taxas de complicações. As complicações mais comuns são: dor na bolsa escrotal, pequenos hematomas ou mesmo infecção na incisão.

A maioria das complicações são controladas com o repouso, anti-inflamatórios e antibióticos.

Vasectomia pelo SUS

A vasectomia também pode ser realizada pelo SUS. Para isso, evidentemente, é necessário que o paciente preenche todos os pré-requisitos previstos por lei, sendo maior de 25 anos com pelos menos 2 filhos.

Quanto tempo após a cirurgia ela começa a "fazer efeito"?

Os métodos de contracepção devem ser mantidos até que um exame de espermograma confirme a ausência completa de espermatozoides no líquido seminal ejaculado.

O exame será solicitado 120 dias após a vasectomia ou após 20 ejaculações, o que ocorrer primeiro. Até lá, existem chances de engravidar a mulher.

Referências

Bruno Santos Benigno, médico especializado em oncologia - CRM 126265/SP