PUBLICIDADE

Diafragma (contraceptivo): o que é, como funciona, como usar

Conheça as vantagens e desvantagens do contraceptivo feminino que impede a entrada de esparmatozoides no útero

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Atualizado em 05/02/2021

O que é o diafragma

O diafragma é um método contraceptivo feminino de barreira, feito de borracha de silicone e no formato de uma concha. Isso quer dizer que sua função é impedir a entrada de esparmatozoides no útero da mulher, sendo inserido na vagina antes do sexo.

Muitas utilizam o diafragma por não conter ação hormonal, diferente de outros métodos contraceptivos, como pílula anticoncepcional, injeção anticoncepcional, DIU, adesivo, anel vaginal, entre outros.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como funciona o diafragma

Como o diafragma não contém ação hormonal, ele tem sido escolhido principalmente por mulheres que não desejam engravidar e têm restrições ao uso de hormônios (principalmente por pílulas anticoncepcionais).

Como funciona o diafragma - Imagem: Minha Vida
Como funciona o diafragma - Imagem: Minha Vida

O dispositivo deve ser introduzido na vagina, cobrindo toda a entrada do colo do útero. Dessa forma, os espermatozoides não conseguem passar para o útero e chegar aos óvulos para a fecundação.

Normalmente, o diafragma é ainda mais eficaz se utilizado junto com um espermicida que é colocado na parte côncava do dispositivo. Como o nome indica, o espermicida é uma substância em gel responsável por matar espermatozoides, dificultando ainda mais a possibilidade de fecundação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como usar o diafragma

Segundo a ginecologista Débora Oriá, o diafragma é colocado "como se fosse um absorvente interno", e deve ser introduzido cerca de 15 a 30 minutos antes da relação sexual.

Confira um passo a passo sobre como colocar diafragma:

1. Antes de adquirir o contraceptivo, procure um(a) ginecologista para saber o tamanho ideal do diafragma, para que haja uma melhor adaptação ao seu corpo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Na hora da inserção, lave bem as mãos. Em seguida, retire o diafragma da caixa.

3. Aplique o espermicida na parte côncava do diafragma. Normalmente, o produto acompanha o diafragma na caixa.

4. Escolha uma posição confortável para a inserção do diafragma. Recomenda-se deitar ou agachar (ficando de cócoras).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

5. Aperte o diafragma nas extremidades com os dedos, em formato de pinça, até formar um "oito" com o material.

6. Introduza-o na vagina, empurrando com os dedos para que o diafragma cubra o colo do útero.

Como saber se coloquei o diafragma certo

Muitas mulheres ficam na dúvida se introduziram o diafragma da forma correta ou não, principalmente na primeira vez. Para isso, o ginecologista e obstetra Johnata Dacal ressalta que sentir dor ao colocar o diafragma é um sinal de alerta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Seu(a) ginecologista te ajudará a identificar o tamanho ideal de diafragma - Foto: Shutterstock
Seu(a) ginecologista te ajudará a identificar o tamanho ideal de diafragma - Foto: Shutterstock

Isso significa que a posição do diafragma dentro da vagina pode estar incorreta; ou o dispositivo pode ter sido colocado de forma brusca; ou há doenças relacionadas ao colo do útero ou até feridas no local.

Além disso, vermelhidão ou irritação na vagina podem indicar hipersensibilidade ao silicone, mesmo que sejam casos raros. Portanto, ao sentir dor ou presenciar qualquer adversidade na utilização do dispositivo, procure seu(a) ginecologista imediatamente.

Como tirar o diafragma?

O diafragma deve ser retirado com toque vaginal somente após 8 a 12 horas da última relação sexual, no mínimo. Para isso, siga as instruções abaixo:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1. Lave bem as mãos.

2. Forme uma "pinça" com o dedo indicador e o dedo médio.

3. Introduza os dedos na vagina até sentir a presença do diafragma.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4. Puxe-o para baixo e para fora da vagina.

5. Lave-o e guarde na embalagem para uso posterior.

Nunca retire o diafragma logo após o sexo, pois os espermatozoides ainda estão vivos e isso pode fazer com que haja fecundação e, consequentemente, uma gravidez.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Consulte o(a) ginecologista para mais detalhes sobre técnicas e tempo hábil para introdução e retirada do diafragma.

Quanto tempo dura o diafragma

O diafragma deve ser colocado de 15 a 30 minutos antes da relação sexual. Aguarde por, pelo menos, 8 horas após o sexo para retirá-lo. O dispositivo pode ficar introduzido no canal vaginal por até 24 horas.

O diafragma não deve ser removido logo após o sexo - Foto: Shutterstock
O diafragma não deve ser removido logo após o sexo - Foto: Shutterstock

Esse método não é imediatamente descartável, como a camisinha. De acordo com Johnata Dacal, o diafragma pode durar até três anos se preservados bons cuidados com a armazenagem e uso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Vantagens do diafragma

As principais vantagens em se utilizar o diafragma como contraceptivo estão ligadas à ausência de efeitos colaterais de anticoncepcionais hormonais. Assim, o diafragma:

A ginecologista Débora ainda destaca a independência da mulher como um grande benefício do diafragma. "Ninguém precisa saber que ela está utilizando o diafragma. Ela faz esse controle sozinha e é livre de hormônios", diz.

Desvantagens

Por outro lado, o médico Johnata Dacal aponta algumas desvantagens do diafragma frente a outros métodos contraceptivos:

Qual a eficácia do diafragma

Veja uma comparação entre a eficácia do diafragma e de demais métodos contraceptivos (hormonais e não-hormonais).

Eficácia de anticoncepcionais não-hormonais

Contraceptivo Eficácia A cada 100 mulheres...
Diafragma 80-90% 20 podem engravidar
Preservativo masculino (camisinha) 99% 1 pode engravidar
Preservativo feminino (camisinha) 95% 5 podem engravidar
DIU de cobre 99,9% no máximo 1 pode engravidar
Coito interrompido 60% 40 podem engravidar
Vasectomia ou laqueadura 99,9% no máximo 1 pode engravidar
Abstinência sexual 100% Não havendo relação sexual, não há chance de engravidar
Espermicida (ou espermaticida) 80% 20 podem engravidar
Tabelinha 80% 20 podem engravidar

Eficácia de anticoncepcionais hormonais

Contraceptivo Eficácia A cada 100 mulheres...
Pílula anticoncepcional 99,7% 1 pode engravidar (caso a pílula não seja tomada diariamente, o número aumenta para 9 a cada 100)
Implante 99% 1 pode engravidar
DIU hormonal 99,9% no máximo 1 pode engravidar
Adesivo anticoncepcional 99% 1 pode engravidar
Anel contraceptivo 99% 1 pode engravidar
Injeção anticoncepcional 99,9% no máximo 1 pode engravidar
Pílula do dia seguinte 80% 20 podem engravidar

Preço e onde comprar o diafragma

O custo do diafragma varia, normalmente, entre R$ 150 a R$ 250. A compra do dispositivo só é autorizada mediante apresentação de prescrição médica. O SUS também fornece o contraceptivo gratuitamente para casos excepcionais.

Para quem o diafragma é indicado

O diafragma enquanto contraceptivo é recomendado para mulheres que apresentam qualquer contraindicação a uso de hormônios e/ou desejam métodos que não sejam descartáveis, mas de uso pessoal e prolongado.

Contraindicações: quem não pode usar diafragma

Por ser livre de hormônios, as contraindicações do uso de diafragma tendem a ser mais flexíveis do que as de outros métodos contraceptivos. Porém, o diafragma não é indicado em casos de:

Mulheres com presença de alguma ferida ou sangramento no canal vaginal também não podem utilizar esse método, uma vez que ele teria contato direto com a vagina e o colo do útero, aumentando a dor e podendo resultar em infecções.

Como escolher o melhor diafragma

A escolha do diafragma é individual em relação ao tamanho. Para isso, é importante consultar seu(a) ginecologista antes da compra do dispositivo para medição do colo do útero.

Além disso, mulheres que aumentaram de peso ou que já engravidaram precisam, normalmente, trocar o tamanho do diafragma. Por isso, a consulta com um médico é indispensável.

O diafragma pode ficar perdido na vagina?

Não há probabilidade do diafragma se perder dentro da mulher. O que pode ocorrer é que ele fique preso no colo do útero e haja dificuldade para a retirada. Nestes casos, procure um(a) ginecologista ou pronto-socorro o mais breve possível.

Referências:

Débora Amorim Oriá Fernandes (CRM 158985), ginecologista e obstetra pela Faculdade Federal do Ceará, médica do setor de uroginecologia do Hospital das Clínicas da USP, ginecologista do Hospital Sírio Libanês, obstetra do Hospital Pro Matre Paulista, coordenadora no Hospital Beneficência Portuguesa

Johnata Dacal, ginecologista e obstetra da clínica DUO+, com experiência em Medicina Nuclear no Hospital das Clínicas da USP, em Obstetrícia e Ginecologia no Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros e em urgência e emergência