PUBLICIDADE

Parada cardiorrespiratória: o que é, sintomas e o que fazer

Entenda como funciona a parada cardiorrespiratória, seus sintomas, sequelas, tratamento e o que fazer nesta situação

O que é parada cardiorrespiratória

A parada cardiorrespiratória é uma condição clínica na qual o coração não gera batimento cardíaco de qualidade e nem pulsação cardíaca. Consequentemente, a pessoa fica inconsciente e sem respirar, condição que, em casos extremos, pode levar à morte.

De acordo com o cardiologista do Hospital Brasília, Leandro Valim, a parada cardiorrespiratória tem duas formas de ocorrer:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo o Manual MSD (um guia com informações médicas amplamente usado no mundo), a parada cardíaca e respiratória são distintas, mas quando não há socorro adequado uma leva à outra gerando, assim, a parada cardiorrespiratória.

Sintomas da parada cardiorrespiratória

Clinicamente, os sintomas da parada cardiorrespiratória se apresentam pelas ausências de responsividade, pulso detectável e respiração.

De acordo com Claudia Bernoche, cardiologista do Hospital 9 de Julho, o pulso pode ser aferido nas grandes artérias, como o das carótidas no pescoço e femoral, na região inguinal (localizado no baixo abdômen, próximo à região genital).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Podemos identificar a parada cardiorrespiratória por meio da seguinte sequência: chamamos ativamente a vítima e, se ela não responder, devemos pedir ajuda imediatamente", diz Claudia Bernoche, cardiologista do Hospital 9 de Julho.

Dias antes da parada cardiorrespiratória, caso ela seja provocada por um infarto, por exemplo, é comum o paciente sentir os sinais que antecipam o quadro.

"Dias antes e no dia do infarto a pessoa pode sentir uma dor mais forte que forçosamente a faz ir ao pronto-socorro. Um quadro típico de infarto apresenta dor no lado esquerdo do peito, um aperto com pontada que irradia até a parte de trás das costas, para o pescoço e braço esquerdo, além da parte superior do abdômen. Também vem associada a náuseas, vômitos, suor frio", diz Leandro Valim.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas da parada cardiorrespiratória

A principal causa indicada pelos especialistas para uma parada cardiorrespiratória é isquemia miocárdica (infarto). Outra causa muito comum é a doença coronariana.

Além dos quadros clínicos citados, outras causas que se destacam como motivo para uma parada cardiorrespiratória são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que fazer após uma parada cardiorrespiratória

A parada parada cardiorrespiratória é possível de ser revertida de acordo com os especialistas. Para que isso aconteça, ao sinal de um possível caso de parada cardiorrespiratória, a recomendação é acionar imediatamente o serviço de emergência.

"Seja no ambiente extra-hospitalar, pelo número 192 - SAMU, ou dentro do hospital para fazer chegar prontamente um desfibrilador. Esta avaliação deve no máximo consumir 5 a 10 segundos, para prontamente iniciar massagem cardíaca", indica Claudia Bernoche.

Em seguida, é necessário avaliar se a pessoa apresenta pulso e respiração. Uma vez detectada a parada cardiorrespiratória é preciso iniciar reanimação cardiopulmonar (RCP) de qualidade até a chegada da equipe especializada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conforme indicado Manual MSD, a RCP deve ser feita da seguinte maneira:

O ciclo de compressões e respirações continua até a chegada de profissionais de atendimento e que seja providenciado um desfibrilador.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Complicações e sequelas após uma parada cardiorrespiratória

A principal complicação de uma parada cardiorrespiratória é a morte do paciente. O quadro, porém, pode deixar sequelas neurológicas e cardiológicas pela falta de oxigenação.

Embora preocupante, é importante lembrar que nem toda pessoa fica com sequelas da parada cardiorrespiratória. Por isso, o tempo e a qualidade de ressuscitação são fundamentais para que existam os menores danos possíveis ao paciente.

Tratamento e recuperação

Após uma parada cardiorrespiratória, o tratamento indicado é direcionado para detectar a causa da parada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Todo sobrevivente de parada cardiorrespiratória deve ser avaliado exaustivamente para reconhecer a causa desencadeante e tratá-la a fim de evitar recorrência", diz Claudia Bernoche.

A recuperação da parada cardiorrespiratória varia de pessoa para pessoa, dependendo da causa que levou ao quadro.

Prevenção

Mudanças de estilo de vida são recomendados para prevenir e controlar as doenças cardiovasculares, principais causadoras de parada cardiorrespiratória segundo os médicos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dessa forma, é indicado adotar uma dieta com menos consumo de sal, gordura e álcool, ficar de olho no estresse e sedentarismo, interromper o tabagismo e controlar comorbidades como hipertensão, diabetese obesidade.

Referências

Claudia Bernoche, cardiologista do Hospital 9 de Julho - CRM: 85856 SP

Leandro Valim, cardiologista do Hospital Brasília - CRM: 13873 - DF

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Rafael Soares, cardiologista do Hospital Santa Paula - CRM: 171379 SP;

Manual MSD