PUBLICIDADE

Inflamação: o que causa, tipos, sintomas e tratamento

Entenda como acontece o processo inflamatório e como tratar o quadro

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

O que é inflamação

A inflamação é uma resposta do sistema imunológico a diversas situações que impactam nosso corpo. Ela pode acontecer quando o organismo sofre algum trauma ou quando é exposto a quadros de infecção, alergias, câncer, doenças autoimunes e outros casos que geram alguma espécie de agressão ao corpo.

É importante notar que o processo inflamatório não é algo negativo. Na verdade, ele possui uma função de regeneração do corpo e estimula uma proteção contra algo que está fazendo mal ao nosso organismo.

Diferença entre inflamação e infecção

A inflamação e a infecção são processos diferentes - ainda que tenham algum tipo de relação. Em termos gerais, a infecção é um quadro desenvolvido pela presença de vírus, bactérias, fungos e outros microrganismos em nosso corpo. Assim, ela pode gerar um processo inflamatório no corpo para combater os agentes patógenos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Porém, há muitos casos de inflamação que não se desenvolvem, necessariamente, por um quadro infeccioso, como os traumas, doenças autoimunes e cânceres. Bastante frequentes, as inflamações em músculos, tendões e articulações, por exemplo, também são mais relacionadas a desgastes físicos do próprio corpo.

Sintomas da inflamação

Em geral, os sintomas de uma inflamação são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tipos de inflamação

Segundo a alergologista e chefe da equipe de Alergia e Imunologia do Hospital Edmundo Vasconcelos, Yara Mello, alguns tipos de inflamação ajudam a entender como o processo se desenvolve no corpo. Entre os exemplos, a médica cita:

Inflamação aguda e crônica

A diferença entre uma inflamação aguda e crônica está na recorrência do quadro. Para entender a diferença, a alergologista cita o seguinte exemplo: um paciente com asma, que conta com predisposição genética, quando tem contato com o agente irritativo, desenvolve uma reação inflamatória.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por ser algo crônico, a inflamação pode se tornar recorrente caso não tenha um tratamento correto. Já em uma rinite provocada por um resfriado, ocorre uma inflamação do nariz, com espirros e coriza, sintomas que só existem durante o resfriado - sendo, portanto, uma inflamação aguda.

Quanto tempo dura a inflamação

Quando uma inflamação se desenvolve no organismo, o tempo que ela irá durar depende de cada caso. "Em um trauma, pode levar dias ou semanas. Em quadros de câncer, a inflamação persiste durante a presença dele. Já em doenças autoimunes, o quadro inflamatório é duradouro e exige tratamento por toda a vida", afirma Gesmar Rodrigues Silva Segundo, coordenador do Departamento Científico de Imunodeficiências da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

Fatores de risco

Existem alguns fatores de risco que contribuem para que uma inflamação ocorra no organismo. São eles:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico

O diagnóstico não é feito de maneira única, pois a inflamação não tem uma só forma de se manifestar no corpo. Assim, é importante analisar caso a caso, com a individualidade dos sintomas do paciente e histórico durante o exame clínico. Além disso, marcadores sanguíneos para avaliação de quadros sistêmicos podem facilitar a identificação do problema.

Tratamento

O tratamento para uma inflamação depende da causa que levou ao processo inflamatório. Em traumas, por exemplo, pode-se utilizar antiinflamatórios e fisioterapia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nas doenças autoimunes, atualmente, existem muitos tipos diferentes de medicamentos para tentar inibir a inflamação. Já em casos de infecções, dependendo do agente etiológico envolvido, é possível utilizar antibióticos e outras terapias medicamentosas indicadas por um especialista.

Referências

Yara Mello, alergologista e chefe da equipe de Alergia e Imunologia do Hospital Edmundo Vasconcelos - CRM 30.307/SP

Gesmar Rodrigues Silva Segundo, coordenador do Departamento Científico de Imunodeficiências da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) - CRM 32.969/MG

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)