Inclua mais fibras na dieta e aproveite os benefícios

Além de regular o intestino, elas controlam o colesterol e previnem câncer

POR CAROLINA SERPEJANTE - ATUALIZADO EM 18/10/2016

Motivos para adicionar fibras ao prato não faltam. Esse nutriente ajuda a tratar o intestino preso, reduz o valor calórico da dieta - aumentando a saciedade -, controla o índice glicêmico, reduz o colesterol e previne contra hipertensão, obesidade, hemorroidas, úlceras, problemas cardíacos e até câncer de cólon.

As fibras são dividas entre as solúveis em água e as não solúveis. As primeiras, por se ligarem à água, transformam-se em uma espécie de gel capaz de eliminar as gorduras das artérias e evitar que elas sejam absorvidas pelo intestino. Já as fibras insolúveis são as verdadeiras responsáveis por regular o funcionamento do intestino.

Segundo as recomendações Organização Mundial da Saúde, a ingestão de fibras recomendada ao adulto é de 20 a 30g diariamente. Essa quantidade, porém, é consumida apenas por 32% da população brasileira, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE, publicada em julho desse ano.

Mas não basta apenas consumir mais fibras. "Quando são ingeridas com o intuito de regularizar o ritmo intestinal, há a necessidade de aumentar o consumo de água. Caso contrário, as fibras formam verdadeiras rolhas e podem agravar a prisão intestinal", alerta a nutricionista Roseli Rossi, da clínica Equilíbrio Nutricional. Confira dicas de especialistas de como incluir mais fibras na rotina e aproveitar todos os seus benefícios.

Leite no café da manhã

Embora o leite seja muito saudável e cheio de cálcio - outro nutriente em falta no prato dos brasileiros -, é muito pobre em fibras. Isso, porém, não quer dizer que ele deva ser exterminado do seu cardápio. Com as combinações certas, é possível deixá-lo mais saudável. Ao acrescentar o cereal ao seu leite matinal, você também está adicionando fibras insolúveis. Os cerais, principalmente os integrais, são os campeões quando o assunto é esse nutriente.