Queijos: os prós e contras de treze tipos

Saiba mais sobre os nutrientes da muçarela, prato, minas frescal, cheddar e outros nove queijos

POR BRUNA STUPPIELLO - ATUALIZADO EM 15/07/2016

Os queijos são ricos em diversos nutrientes interessantes para a saúde. Eles são ótimas fontes e cálcio, importante para a manutenção de ossos e dentes, proteínas, necessárias para o desenvolvimento do organismo, e em vitaminas A, importante para a visão, e B12, imprescindível para a função neurológica normal.

O alimento é tão interessante que a Associação Brasileira das Indústrias de Queijo (ABIQ) recomenda que os adultos ingiram três porções de lácteos de 50 gramas cada por dia e que crianças consumam três porções de 30 gramas cada diariamente.

Contudo, alguns tipos de queijos possuem altas concentrações de gorduras saturadas, cujo excesso pode levar a doença vascular que a longo prazo há o risco de comprometer o coração, os rins e o cérebro, e sódio, que pode causar o aumento da pressão arterial.

Por isso, listamos treze tipos de queijos que estão entre os mais populares, apontamos seus benefícios e problemas nutricionais e sugerimos a maneira mais saudável de incluir este alimento na dieta. Saiba mais sobre a muçarela, queijo prato, minas frescal, parmesão, cottage, ricota, cheddar, requeijão, entre outros.

Parmesão: rico em cálcio

O parmesão é o queijo que possui a maior quantidade de cálcio. 50 g do alimento, valor diário recomendado, conta com 59% da necessidade do nutriente em um dia. "A função principal do cálcio no organismo é a construção e manutenção da estrutura dos ossos e dentes. Seu consumo é fundamental para a saúde óssea", explica a nutricionista Bruna Quintanilha, da fabricante de queijos Tirolez.

Além disso, uma pequena quantidade do nutriente atua na contração muscular, inclusive cardíaca e vascular, na transmissão do impulso nervoso e secreção glandular. "Estudos observacionais cada vez mais numerosos passaram a detectar associação entre o baixo consumo de cálcio e o aumento da massa gorda. Acredita-se que o benefício envolva mecanismo celulares nos adipócitos, além de uma ação intestinal", diz Quintanilha.

O parmesão ainda é o queijo que conta com a maior concentração de proteínas, 50 gramas do alimento possuem 35% das necessidades diárias do nutriente.

Atenção: Infelizmente, ele também é o que conta com os maiores valores de sódio, 33% da necessidade diária em 50 gramas do queijo. Esta substância em excesso pode levar ao aumento da pressão arterial. Além disso, a mesma quantidade possui 37% da quantidade máxima de gorduras saturadas recomendadas por dia.

Combine com: A Associação Brasileira das Indústrias de Queijo (ABIQ) recomenda que os adultos ingiram três porções de lácteos de 50 gramas cada por dia. Por isso, se quiser comer uma fatia de parmesão, é recomendado que também ingira uma porção de ricota no mesmo dia, pois ela possui pouco sódio e gorduras saturadas.

Confira os principais nutrientes do parmesão em 50 gramas:

-Calorias: 196 calorias
-Gorduras totais: 13 g
-Gorduras saturadas: 8.2 g
-Gorduras monoinsaturadas: 3.75g
-Gorduras poli-insaturadas: 0.28 g
-Proteína: 17.9 g
-Cálcio: 592 mg
-Sódio: 688 mg
-Vitamina B12: 0.6 mcg
-Vitamina B 6: 0.04 mg
-Vitamina A: 103 mcg