publicidade

Consumo de carne vermelha traz benefícios ao organismo

Ela é fonte de vitaminas, minerais e proteínas essenciais para o corpo

Por Especialista - publicado em 25/05/2011


Nos últimos 25 anos, milhões de pessoas, inclusive atletas de resistência, foram levados a acreditar que a alimentação ideal deveria ser à base de carboidratos, com pouca gordura e relativamente pouca proteína. Algumas se tornaram vegetarianas, outras passaram a buscar proteínas em alimentos com pouca gordura como clara de ovo, frango, peito de peru e peixes magros. Carne vermelha, jamais! Atletas, em especial, provavelmente se convenceram que consumir um bife era mais perigoso do que usar anabolizante.

Poucos alimentos são mais polêmicos que a carne vermelha. Nas últimas décadas, muitas pessoas passaram a colocar sobre ela toda a culpa de problemas alimentares. Isso levou muitas pessoas a optar por cortá-la totalmente do cardápio. Mas atitudes radicais como essa quase nunca fazem bem ao nosso corpo. Novos estudos mostram que a carne vermelha deve fazer parte de nossa dieta. Aqui vai uma lista de como ela é importante para o nosso corpo:

A carne vermelha contém todos os aminoácidos essenciais ao corpo humano, além de ser rica em ferro, zinco, e vitaminas do complexo B
  • Carne é muito rica em proteínas. Também oferece ótimos teores de fosfato e aminoácidos que não se encontram em proteínas vegetais. Os vegetarianos me desculpem, mas proteína vegetal não basta para aumentar a força e manter boa performance muscular.
  • Carne vermelha é rica em mioglobulina, que promove o transporte de oxigênio para as células musculares. Permite exercícios mais intensos, dá maior clareza mental e sensação de bem-estar, pois também atua como antidepressivo.
  • Encontra-se na carne ácido linoléico conjugado, conhecido como CLA, que ajuda a perder peso, promove a queima de gordura e ainda aumenta as defesas do corpo contra o câncer.
  • Carne é rica em creatina. Este composto nitrogenado ajuda a restaurar ATP (adenosina trifosfato) após o esforço muscular. Sem ATP, bastam algumas repetições de exercícios ou qualquer tipo de atividade muscular para sentir falta de energia.
  • O uso de suplementos de creatina tem aumentado muito. Mas para atingir níveis adequados no sangue e nos tecidos seu consumo deve ser de 30 gramas ao dia. Os efeitos colaterais costumam ser diarreia e problemas digestivos. Para alcançar esse teor sem maiores transtornos, sugiro combinar suplementos com o consumo de carne, a melhor fonte de creatina à nossa disposição.
  • Carne vermelha é superior a frango e peixe como alimento antidepressivo, devido à alta concentração de fenilalanina que apresenta. Este aminoácido ainda reduz o apetite.
  • Como ajuda a manter a glicemia mais estável, o consumo de carne vermelha diminui alterações de humor, compulsão alimentar e ajuda a combater a resistência à insulina. É ótima na prevenção e no tratamento do diabetes.
  • Ela também contém todos os aminoácidos essenciais ao corpo humano, além de ser rica em ferro, zinco, e vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B12 - indispensável para o funcionamento das células nervosas do corpo humano.
  • Por isso, a maioria das pessoas que não come nenhum tipo de alimento de origem animal, principalmente a carne vermelha, apresentam carência dessa vitamina em longo prazo se não tomarem suplementos vitamínicos.

Não tire da dieta

Ser vegetariano pode ser uma boa escolha para quem se dá bem com dietas à base de carboidratos. Mas preservar o consumo de proteínas de qualidade é fundamental. Nesse sentido, a carne vermelha é a melhor e a mais segura fonte de proteína ao nosso alcance.

Os peixes, que eram excelentes fontes de proteína, hoje apresentam até feminilização e alteração de código genético, por contato com pesticidas, herbicidas, metais pesados, água contaminada com restos de produtos farmacêuticos, contraceptivos etc. Também apresentam alterações na relação ômega-3 e ômega-6, com aumento significativo do segundo, o que favorece obesidade, diabetes, doença cardiovascular e outros problemas. Nem mesmo a carne de frango, que possui várias qualidades e também deve fazer parte da dieta, substitui a vermelha como fonte de vitaminas e proteínas.

Contraindicações

Mas, como todo o alimento, é preciso ter alguns cuidados na hora de consumir carne vermelha. Ela pode liberar algumas substâncias nocivas à saúde se for cozida em excesso, ou se for de procedência duvidosa (a melhora carne sempre será a que foi tirada de um gado criado em pastagens naturais e orgânicas).

Além disso, pessoas retêm mais ferro do que deveriam, precisam diminuir ou evitar o consumo de carne vermelha, que é rica nesse mineral. Deve tomar o mesmo cuidado quem sofre de câncer de próstata, pois a carne estimula a produção de testosterona, o que pode prejudicar o quadro da doença. 

Assim, não se deixe seduzir por estudos mostrando que a carne vermelha é ruim para a saúde e ser vegetariano é bom. A boa alimentação deve obedecer ao tipo de metabolismo do indivíduo, ou seja, com predominância de proteínas, carboidratos, ou uma combinação das duas. Apenas um terço das pessoas se daria bem com uma dieta com pouca ou nenhuma carne. Pense nisso e faça o teste para saber qual dieta é melhor para você.

Súper Saúde!


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

 Wilson  Rondó

Escrito por:

Wilson Rondó

Medicina Ortomolecular e Nutrologia

Ajudou 80815 pessoas


Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X