PUBLICIDADE

Benefícios do aspargos para a sua saúde e dieta

O aspargos contribui para a prevenção de alguns tipos de câncer e ainda ajuda a emagrecer

Conhecido desde a Roma Antiga, o aspargo é valorizado como iguaria gastronômica e como medicamento há, pelo menos, 200 anos A.C. Pouco calórico e altamente nutritivo, ele deve ser incluído no cardápio para ajudar a manter a saúde em dia e é opção para as dietas de pessoas que querem emagrecer, além de fortalecer o organismo, ele acelera o funcionamento e ajuda a eliminar as toxinas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Alguns estudos já provaram a ação protetora das substâncias antioxidantes contra o desenvolvimento de doenças crônicas, como as cardiovasculares e o câncer. O aspargo apresenta uma série de antioxidantes, como compostos fenólicos e flavonoides, que contribuem diretamente com a saúde. Há, ainda, a presença de carotenóides beta caroteno, luteína e zeaxantina, que têm ação preventiva em alguns tipos de câncer, como o de mama, e diminuem o risco de doenças oculares como degeneração macular e catarata.

O aspargo é colhido, no Brasil, de agosto a novembro, razão pela qual adquirir o vegetal fresco se torna mais fácil e barato nessa época do ano. Uma dica importante de preparo é não cozinhar o vegetal em panela de ferro, uma vez que os taninos presentes reagem com o ferro e os talos perdem a cor e as propriedades nutritivas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sempre dizemos que o aspargo é um vegetal completo, por apresentar vitaminas e minerais que compõe uma dieta saudável. Ele é classificado no segundo degrau da pirâmide alimentar, onde ficam os grupos dos legumes, das verduras e das frutas, e que devem ser consumidas em três porções diariamente. Entre vitaminas e minerais, podemos destacar a vitamina C, que contribui para o bom funcionamento do sistema imunológico; o potássio, que atua como regulador da pressão; e o manganês, que facilita os processos metabólicos.

É importante lembrar que, em algumas pessoas, o consumo de aspargo provoca um odor característico na urina, causado pela degradação de certas substâncias sulforosas presentes. Mas essa reação não traz nenhuma consequência à saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O aspargos e as mulheres

Estudos recentes relatam que o folato, que é encontrado em abundancia no vegetal, é essencial para a produção do material genético e previne más-formações fetais. Por isso, o aspargo é indicado para todas as mulheres em idade fértil, principalmente para as futuras mamães.

Outra relação do vegetal com a saúde feminina é a presença dos fitoestrógenos, substâncias que têm estrutura similar aos hormônios humanos, e que podem ter ação redutora nos sintomas da menopausa.