PUBLICIDADE

Nutrólogo dos famosos fala sobre benefícios da couve

Alimento contém magnésio, um mineral que além de ajudar no relaxamento muscular

O nutrólogo dos famosos Theo Webert deu uma dica valiosa em seu instagram. Ele recomendou o consumo de couve no pós-treino.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nutrólogo Théo Webert recomenda consumo de couve no pós treino
Nutrólogo Théo Webert recomenda consumo de couve no pós treino

Webert, que costuma atender celebridades como Anitta, Bruno Gagliasso, Grazi Massafera e Fernanda Paes Leme disse que é benéfico consumir a couve, de preferência, em suco ou comendo um prato que contenha o alimento. ?A couve contém magnésio, um mineral que além de ajudar no relaxamento muscular, auxilia também na melhora do humor?, disse.

Outros benefícios da couve

Além disso, a verdura tem ação anti-inflamatória, cicatrizante, ajuda na absorção do cálcio e na desintoxicação. Para melhorar, um recente estudo realizado pela Universidade de Rush, nos Estados Unidos, descobriu que a verdura também é excelente para o cérebro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A couve é uma boa fonte de minerais como ferro, que ajuda a prevenir a anemia, fósforo, importante para os músculos e ossos, cobre, que ajuda na absorção de ferro, manganês e selênio, necessário para a tireoide e também um poderoso antioxidante.

O alimento também conta com os minerais potássio, um dos responsáveis pela manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico, contração muscular, funcionamento cardíaco e participa da transmissão dos impulsos nervosos, e zinco, importante tanto para a síntese de células imunológicas como em sua ação de defesa contra vírus, bactérias e fungos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Esta verdura ainda fornece porções consideráveis de cálcio, que ajuda a fortalecer os ossos e dentes, e magnésio, importante para a constituição e bom funcionamento dos neurotransmissores. Apesar da presença desses minerais, a couve não é tão biodisponível quanto o do leite, pois, geralmente, nos produtos de origem animal a biodisponibilidade de alguns nutrientes é maior.