Maltodextrina: veja o que é, como tomar e seus benefícios

Suplemento é rico em carboidratos e fornece energia rapidamente para quem pratica exercícios

A maltodextrina ajuda no ganho de massa muscular- Foto: Getty Images
A maltodextrina ajuda no ganho de massa muscular

A maltodextrina é um carboidrato complexo proveniente do amido, normalmente de milho, mas pode ser de outros alimentos, com a mandioca. Ela é constituída por polímeros de glicose e apesar de ser um carboidrato complexo, esses compostos de açúcar são mais facilmente absorvidos pelo organismo.

PUBLICIDADE

Este suplemento é orientado para pessoas que praticam atividades físicas aeróbicas de alta intensidade e longa duração e também para quem faz musculação. Quando consumida antes do treino a maltodextrina irá garantir que o corpo tenha as quantidades corretas de glicose para a prática segura de exercícios, poupando as proteínas teciduais e evitando a hipoglicemia.

Ao ser ingerida após os treinos a maltodextrina ajuda a repor o glicogênio muscular, assim ela evita que as proteínas sejam utilizadas como fontes energéticas, favorece a absorção desta substância pelos músculos e contribui para a melhor recuperação muscular.


Para os praticantes de atividades físicas o consumo da maltodextrina pode ser mais interessante do que o de outras fontes de carboidratos, como o arroz ou o macarrão, porque sua absorção é mais rápida e seu consumo mais prático, pois é comercializada em pó ou em gel.

Benefícios comprovados da maltodextrina

Boa para quem pratica exercícios aeróbicos: Quem pratica exercícios aeróbicos costuma ingerir a maltodextrina antes ou durante os treinos. Esta substância é benéfica para praticantes de atividades aeróbicas, como corrida, futebol e tênis, porque como é um carboidrato de fácil absorção e seu consumo irá fornecer energia para a pessoa durante os treinos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Com a quantidade de carboidratos correta, os praticantes de atividades aeróbicas não correm o risco de ter baixos níveis de glicose no sangue e desenvolver um distúrbio homeostático, série de problemas que pode ocorrer em decorrência da falta de açúcar no organismo, como hipoglicemia. Além disso, com as quantidades corretas de carboidratos no organismo, as proteínas não precisam ser utilizadas como fontes de energia e podem proporcionar outros benefícios para o organismo.

Boa para quem faz musculação: Para pessoas que realizam musculação, a orientação é consumir a maltodextrina após os treinos. O suplemento ajuda no ganho de massa muscular porque repõe o glicogênio muscular, fonte de energia armazenada nos músculos, e evita o uso da proteína como fonte energética. Além disso, ela irá ajudar a entrada da proteína dentro do músculo, que por sua vez contribui para a reparação dos músculos, que sofreram microlesões devido à prática de exercícios. Esses músculos são reparados e ficam maiores e mais fortes.

Como consumir

No caso de pessoas que praticam aeróbicos, a orientação é consumir a maltodextrina antes ou durante a prática da atividade física. Já no caso de quem faz musculação, a recomendação é consumir o suplemento após o treino.

A maltodextrina fornece energia após os treinos - Foto: Getty Images
A maltodextrina fornece energia após os treinos

A maltodextrina pode ser encontrada na forma de gel ou em pó. Caso esteja na versão em pó, ela pode ser diluída preferencialmente em água. Não é preciso recomendado consumir o suplemento nos dias em que não irá malhar.

Quantidade recomendada

A quantidade de maltodextrina que podem ser consumida varia de acordo com o peso corporal, dieta prescrita, momento da ingestão, entre outras questões. Contudo, os valores orientados costumam variar entre uma a três colheres de sopa de maltodextrina diluídos em cerca de 250 ml de água.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Precauções ao consumir

A orientação da maltodextrina só pode ser feita por um nutricionista ou um médico especializado. Ao comprar o suplemento, vale observar se a embalagem não está furada, se está mantida em local seco e arejado, observar a data de validade e se a empresa que fabricou o suplemento está regulamentada pela ANVISA.

Quem pode e quem não pode consumir

A maltodextrina é orientada para quem pratica exercícios aeróbicos intensos ou musculação. Diabéticos normalmente devem evitar o consumo deste suplemento, pois trata-se de um carboidrato de rápida absorção e por isso eleva rapidamente os níveis de glicose causando hiperglicemia.

Riscos ao ingerir em excesso

O consumo em excesso da maltodextrina pode acarretar alguns problemas. Pode ocorrer um aumento na produção de insulina, em decorrência dos picos de glicose, o que favorece a hipoglicemia. Em doses muito altas também há o risco de diarreias, náuseas e vômitos.

A maltodextrina costuma ser elaborada a partir do amido de milho - Foto: Getty Images
A maltodextrina costuma ser elaborada a partir do amido de milho

O excesso do suplemento também leva ao ganho de peso. Pois, se os carboidratos da maltodextrina não são totalmente utilizados pelo organismo, o corpo os armazena em forma de tecido adiposo. Para evitar estes problemas, é essencial consumir a maltodextrina somente com a orientação de uma nutricionista ou médico especialista.

Combinações

Consumir a maltodextrina com uma fonte proteica, como os suplementos whey protein e albumina, é uma boa ideia. Isto porque o carboidrato irá ajudar na entrada da proteína no músculo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

É importante manter uma alimentação balanceada enquanto se consome a maltodextrina. Ao definir a quantidade de maltodextrina a ser ingerida deve ser considerado o quanto a pessoa come de carboidratos diariamente.

Fontes consultadas:

Nutricionista Daniela Lopes Gomes, professora da UniCEUB - Centro Universitário de Brasília.
Nutricionista Talitta Maciel, do Espaço Reedução Alimentar.