Sódio, na medida certa, é aliado do coração e dos músculos

Infelizmente, em excesso o mineral prejudica o coração, os rins e os ossos

Saiba tudo sobre o sódio na alimentação  - Foto: Getty Images
Saiba tudo sobre o sódio na alimentação

O sódio é um mineral e normalmente é encontrado na natureza com um outro elemento químico, o cloreto. O cloreto de sódio é o famoso sal de cozinha e ele possui 40% de sódio em cada grama.

A principal função do sódio é equilibrar a quantidade de água no organismo, juntamente com o potássio. Enquanto o sódio retém os líquidos, o potássio provoca a excreção, de modo que as células fiquem com a quantidade certa de água. Além disso, a dupla sódio e potássio participa de contrações musculares e do fornecimento de energia para o organismo.

Benefícios comprovados

Aliado do coração: A dupla sódio e potássio são essências para as contrações musculares e por isso ajuda a manter o ritmo cardíaco normal. A ausência de sódio pode levar a uma arritmia cardíaca.

Evita o cansaço: O sódio participa do fornecimento de energia para o organismo. Isto porque ele age no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras, transformando estes macronutrientes em energia para o corpo. Por isso, a ausência de sódio pode levar ao cansaço.

Bom para os músculos: Este benefício ocorre porque o sódio participa do processo de contrações musculares. Assim, a ausência deste mineral leva a uma fraqueza muscular.

O sódio em excesso pode ser prejudicial  - Foto: Getty Images
O sódio em excesso pode ser prejudicial

Bom em casos de vômitos e diarreias: Durante as crises de diarreia ou vômitos as pessoas perdem muito sódio e potássio. Por isso, quando a pessoa não consegue se alimentar é importante repor as substâncias com o soro.

Equilibra quantidade de água: O sódio age retendo os líquidos no organismo, enquanto o potássio provoca a excreção da água. Assim, quando há o equilíbrio entre os dois, ocorre também o equilíbrio da quantidade de água no corpo, permitindo que as funções do organismo ocorram corretamente.

Deficiência de sódio

A falta de sódio no organismo pode levar a dor de cabeça, fraqueza muscular, vômitos, diarreias e até mesmo a arritmia cardíaca.


Combinações com o sódio

A combinação entre o sódio e o potássio é essencial para que ambos consigam cumprir suas funções no organismo. O equilíbrio entre os dois permite regular a quantidade de água no organismo, além disso, contribui para a contração muscular e o fornecimento de energia para o corpo.

Fontes de sódio

A principal fonte de sódio é o sal, mas ele também pode ser encontrado nos alimentos. Já o potássio tem como principais fontes a semente de girassol torrada, abacate, amêndoas, espinafre, batata, beterraba, brócolis, aipo, iogurte desnatado e banana.

Quantidade recomendada de sódio

A quantidade recomendada de sódio é 2 gramas ou 5 gramas de cloreto de sódio, o sal de cozinha. O ideal seria que 3 gramas de sódio viessem da adição de sal e 3 gramas viessem dos alimentos em si. Infelizmente, no Brasil o consumo médio de cloreto de sódio é de 12 gramas por pessoa, muito acima do recomendado.

Riscos do consumo em excesso de sódio

O consumo em excesso de sódio pode causar uma série de problemas de saúde.

Hipertensão: Como já foi dito, o sódio retém a água. Por isso, o excesso do mineral leva a grande quantidade de água no organismo, que aumentará a quantidade de sangue para os tecidos. Com mais sangues as artérias e veias se dilatam, aumentando de diâmetro. Assim temos o aumento da pressão arterial.

Embutidos são ricos em sódio e devem ser evitados - Foto:Getty Images
Embutidos são ricos em sódio e devem ser evitados

Problemas cardíacos: Com o aumento da quantidade de sangue, aumenta também o trabalho do coração. Afinal, é ele que terá que bombear o volume extra. Com o tempo, tanto esforço irá resultar em problemas cardíacos.

Problemas nos ossos: O sódio em excesso no organismo rouba o cálcio dos ossos, aumentando o risco da pessoa desenvolver problemas como osteoporose ou osteopenia.

Prejudica os rins: Com o excesso de sódio, os rins precisam expelir maior quantidade deste mineral e por isso trabalham mais. Com o tempo, isto pode levar a uma sobrecarga do órgão e prejudicar seu funcionamento.

Favorece o inchaço: A pessoa pode desenvolver inchaço devido ao excesso de sódio no corpo caso tenha outros problemas associados, como obesidade ou complicações cardíacas.

Excesso de iodo: Como o sal de cozinha também possui adição de iodo, pode ocorrer o excesso desta outra substância que favorece problemas na tireoide.

Dicas para diminuir o consumo de sódio

Infelizmente, a maioria dos brasileiros ingere mais sódio do que o orientado. Por isso, confira algumas estratégias para reduzir a quantidade do mineral no seu cotidiano:

  • Coma a quantidade de calorias que você necessita, sem excessos. Afinal, quando a pessoa come duas porções de determinado alimento ao invés de uma, ela automaticamente dobra a quantidade de sódio
  • Tente adicionar outros temperos ao invés do sal, como o limão, o azeite e outros
  • O sal light também é uma boa alternativa, desde que a pessoa não tenha problemas renais. É importante ressaltar que ao consumir o sal light, não se deve aumentar a quantidade adicionada do tempo.

Fonte consultada:

Márcia Gowdak, nutricionista e coordenadora do departamento de nutrição da Sociedade Brasileira de Hipertensão.