publicidade

Novo tratamento para combater o melasma

Inverno é a melhor época para acabar com as manchas escuras

Por Especialista - publicado em 30/06/2010


O Melasma é uma palavra derivada do grego melas que significa "escuro". Isto é, um distúrbio da pigmentação da pele caraterizado pelo aparecimento de manchas acastanhadas. Possui formatos irregulares que se localizam principalmente na face (bochechas, buço, testa, nariz e queixo), podendo acometer também áreas extra-faciais como pescoço e antebraços. Mas o que fazer para combater o aparecimento dessas manchas?

Uma nova opção para tratamento do melasma já está disponível no mercado dermatológico. Trata-se do ácido tranexâmico intralesional ou micro injeções de ácido tranexâmico. O tratamento é feito através da injeção de vários pontos da substância nas manchas (0,05 ml por ponto, com um centímetro de distância entre os pontos), uma vez por semana. Em média, são necessárias 12 sessões. A pele pode ficar um pouco avermelhada e discretamente inchada após as infiltrações.

"Estima-se que até 75% das gestantes e até 35% das mulheres em tratamento com anticoncepcionais são afetadas pelas manchas escuras"

Não se sabe ainda o exato mecanismo de ação do ácido tranexâmico no clareamento do melasma, mas estudos científicos realizados com essa nova opção terapêutica revelam um clareamento consistente e interessante das manchas, após 12 semanas de tratamento. Vale ressaltar que esse tratamento pode ser associado ao uso domiciliar de outros despigmentantes, potencializando assim os resultados.

Cerca de 90 % dos casos de melasma ocorrem em mulheres com mais de 30 anos. Estima-se que até 75% das gestantes e até 35% das mulheres em tratamento com anticoncepcionais são afetadas pelas manchas escuras. O melasma é mais comum nas pessoas com pele morena.

Ainda não existe uma cura definitiva para o melasma, então o importante é que as pessoas tenham cuidados constantes e façam uso da fotoproteção diariamente, independentemente da época do ano; além de proteções "físicas" como bonés e chapéus com abas largas e óculos solares, e, ainda, evitem o uso prolongado de hormônios, principalmente anticoncepcionais de alta dosagens.

Os principais causadores do Melasma são:

 
- Exposição solar aguda: um dia de sol forte sem proteção adequada pode ser suficiente para o aparecimento das manchas;

 - Exposição solar crônica: exposição ao solar acumulada ao longo dos anos;

- Hormônios: têm o poder de estimular os melanócitos, células que produzem melanina. Isso explica o motivo pelo qual mulheres grávidas, que usam pílula anticoncepcional ou fazem terapia de reposição hormonal estão mais sujeitas à apresentar esse tipo de manchas;

 - Predisposição genética: mulheres que possuem parentes com Melasma tem uma maior probabilidade de ter esse distúrbio da pigmentação. 


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

 Carla Albuquerque

Escrito por:

Carla Albuquerque

Dermatologia

Ajudou 734 pessoas


Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X