Fisioterapia para os cabelos: técnicas podem tratar queda

Tratamentos como carboxiterapia, luz de baixa intensidade e alta frequência são opções

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 10/11/2016

Taynara Lima
Fisioterapia - CREFITO 178459-F/RJ
especialista minha vida

Você sabia que a fisioterapia dermatofuncional pode colaborar para a saúde do couro cabeludo? Isso tem sido possível tanto na prevenção quanto nos tratamentos de afecções do couro cabeludo e folículo piloso (estrutura de crescimento do cabelo), reabilitando-os de alopecias cicatriciais e não cicatriciais, foliculites, dermatites seborreicas, entre outros. O tratamento é feito em parceria com o dermatologista, profissional que identifica e trata essas doenças. O fisioterapeuta, nessa área, além de atuar na prevenção e tratamento, pode também acompanhar os pré e pós-operatórios de um transplante capilar.

PUBLICIDADE

A saúde dos cabelos e do couro cabeludo depende de vários fatores. A queda de cabelo é uma queixa muito comum, principalmente no público feminino, mas não se pode esquecer que os fatores hormonais, genéticos, de gênero e até mesmo o estresse podem colaborar para os mais variados problemas. O uso de xampus, condicionadores, tinturas, descoloração e alisamentos também pode ser determinante para a saúde e manutenção do fio e do couro cabeludo.

O cabelo tem responsabilidade sobre a proteção da pele contra a radiação solar. Ele não é uma estrutura isolada dos elementos da pele, pelo contrário, é contínuo com a epiderme (camada mais superficial da pele), inervado e vascularizado, composto por haste e raiz. O principal componente do cabelo é a queratina, que é composta por um grupo de proteínas rígidas e insolúveis, com molécula de cerca de 20 aminoácidos.

Como a fisioterapia pode ajudar os cabelos?

A abordagem da fisioterapia para os cabelos usa cosméticos e técnicas manuais para estimular a saúde dos cabelos e do couro cabeludo. Além disso, a terapia com luz de baixa intensidade (luz vermelha/infravermelha ? 600 a 1.400nm de comprimento de onda) pode ser uma opção, pois existem algumas evidências de que esse tratamento estimula o crescimento do folículo.

Para alguns casos de calvície, a carboxiterapia, por estimular a oxigenação e aumento da circulação, pode ser uma aliada. Esse recurso usa um equipamento que utiliza gás carbônico medicinal através de fluxo e volume específicos para a queixa a ser tratada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Para algumas doenças do couro cabeludo, o uso da alta frequência também pode ser positivo sobre algumas patologias causadas por fungos, por exemplo, atuando na desinfecção do couro cabeludo. Esse recurso tem alto poder anti-inflamatório, bactericida e antisséptico. Antes do uso de qualquer desses recursos faz-se necessária uma avaliação prévia para eleger a forma eficaz de tratamento.

A higienização do couro cabeludo e dos fios de forma correta é de grande valor para quem quer mantê-los saudáveis. A orientação sobre o uso de cosméticos, loções, xampus, cremes e forma de prender os fios, entre outros cuidados, pode ser fixada também por terapeutas capilares e cabeleireiros, formando uma equipe multidisciplinar.