Queda de cabelo

Visão Geral

O que é Queda de cabelo?

A perda parcial ou completa de cabelo é chamada de alopecia.

Causas

Um estresse físico ou emocional repentino pode causar a queda de metade ou três quartos do cabelo (chamada de Eflúvio telógeno). Você perceberá a queda de tufos de cabelo quando lavar, pentear ou passar as mãos pelo cabelo. Isso pode ocorrer durante um período que vai de semanas a meses após o episódio de estresse. A queda de cabelo diminui depois de seis a oito meses.

Calvície: queda de cabelos provoca aparecimento de entradas e redução de volume

As causas desse tipo de perda de cabelo são:

  • Febre alta ou infecção grave
  • Parto
  • Cirurgia de grande porte, doença grave, perda de sangue repentina
  • Estresse emocional grave
  • Dietas radicais, principalmente as que não contêm proteína suficiente
  • Vários medicamentos, incluindo retinoides, contraceptivos orais, betabloqueadores, determinados antidepressivos, AINEs (inclusive iburpofeno) e bloqueadores de canal de cálcio

Algumas mulheres na faixa dos 30 aos 60 anos podem notar uma perda de volume no cabelo que afeta todo o couro cabeludo. A perda de cabelo pode ser mais intensa no começo e diminuir gradativamente ou parar. Não existe uma causa conhecida para esse tipo de perda de cabelo.

Outras possíveis causas da perda de cabelo, principalmente se ela apresentar um padrão incomum, incluem:

  • Alopecia areata manchas sem pelos que se desenvolvem no couro cabeludo, na barba e, possivelmente, nas sobrancelhas. Os cílios também podem cair.
  • Anemia
  • Doenças autoimunes, como lúpus
  • Queimaduras
  • Determinadas doenças infecciosas, como a sífilis
  • Excesso de lavagem e secagem
  • Alterações hormonais
  • Doenças da tireoide
  • Hábitos nervosos, como puxar o cabelo ou esfregar o couro cabeludo constantemente
  • Radioterapia
  • Tinea capitis (micose no couro cabeludo)
  • Tumor no ovário ou nas glândulas suprarrenais

Sinônimos

Perda de cabelo; Alopecia; Calvície; Eflúvio telógeno

Mais sobre Queda de cabelo

Ligue para o médico se:

  • Estiver perdendo muito cabelo
  • Estiver perdendo cabelo rapidamente ou muito jovem (por exemplo, na adolescência ou na faixa dos 20 anos)
  • Sentir dor ou coceira junto com a perda de cabelo
  • O couro cabeludo na área envolvida ficar vermelho, descamar ou apresentar outra anormalidade
  • Tiver acne, pelos faciais ou um ciclo menstrual anormal
  • For mulher e apresentar calvície padrão masculina
  • Tiver pontos de calvície na barba ou nas sobrancelhas
  • Estiver ganhando peso ou apresentar fraqueza muscular, intolerância a temperaturas frias ou fadiga

Considerações

A perda de cabelo geralmente se desenvolve gradativamente e pode ser irregular ou por completo (difusa). Você perde cerca de cem fios de cabelo por dia. Em média, o couro cabeludo contém 100.000 fios de cabelo.

O cabelo de homens e mulheres tende a afinar e perder o volume com a idade. A calvície nem sempre é causada por uma doença. Ela está relacionada a idade e hereditariedade e a alterações na testosterona. A "calvície padrão" ou herdada afeta mais os homens do que as mulheres. Cerca de metade dos homens começa a perder os cabelos por volta dos 30 anos, e a maioria fica careca ou apresenta calvície por volta dos 60 anos.

Consulte também:

  • Calvície padrão masculina
  • Calvície padrão feminina

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Um histórico médico cuidadoso e um exame do cabelo e do couro cabeludo costumam ser suficientes para diagnosticar a causa da perda de cabelo.

Seu médico fará perguntas detalhadas, como:

  • Você está perdendo cabelo apenas do couro cabeludo ou de outras partes do corpo também?
  • Existe um padrão de perda de cabelo, como uma entrada ou áreas com menos cabelo ou calvas no alto da cabeça, ou a perda de cabelo está ocorrendo em toda a cabeça?
  • Teve alguma doença ou febre alta recentemente?
  • Você tinge o cabelo?
  • Você seca seu cabelo com secador? Com que frequência?
  • Com que frequência você lava seu cabelo?
  • Que tipo de xampu, spray fixador, gel ou outro produto você usa no cabelo?
  • Passou por alguma situação de estresse incomum recentemente?
  • Tem hábitos psicóticos, como arrancar fios de cabelo ou coçar o couro cabeludo?
  • Você tem outros sintomas, como coceira, descamação ou vermelhidão no couro cabeludo?
  • Que medicamentos você toma, incluindo medicamentos de venda livre?

Os exames que podem ser realizados (mas são raramente necessários) incluem:

  • Exames de sangue para excluir doenças
  • Exame microscópico de uma mecha de cabelo
  • Biópsia da pele

Tinha no couro cabeludo pode exigir o uso de medicamentos orais, como griseofulvina. Os cremes e as loções aplicados na área afetada podem não penetrar nos folículos capilares para matar os fungos.

Para obter mais informações sobre tratamentos, consulte também:

  • Alopecia areata
  • Calvície de padrão feminino
  • Calvície de padrão masculino

Tratamento e Cuidados

Cuidados

A perda de cabelo na menopausa ou após o parto geralmente volta ao normal após um período de seis meses a dois anos.

No caso de perda de cabelo devido a uma doença (como febre), radioterapia, uso de medicamentos ou outras causas, nenhum tratamento é necessário. O cabelo geralmente volta a crescer quando a doença passa ou quando o tratamento é encerrado. Você pode usar uma peruca, um chapéu ou outra cobertura até que o cabelo cresça novamente.

Apliques de cabelo ou mudanças no corte do cabelo podem disfarçar a perda de cabelo. Essa costuma ser a abordagem mais econômica e segura para a perda de cabelo. Os apliques não devem ser suturados no couro cabeludo devido ao risco de cicatrizes e infecções.

Fontes e referências

  • Mousney AL, Reed SW. Diagnosis and treating hair loss. Am Fam Physician. 2009;80:356-362.
  • Habif TP. Hair diseases. In: Habif TP, ed. Clinical Dermatology. 5th ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2009:chap 24.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais Sobre

carregando...

Mais sobre

  • já ajudou pessoas