Felicidade: adote atitudes que elevam esse sentimento

Adquira hábitos que garantem mais momentos recompensadores na sua vida

POR ANDRESSA BASILIO - ATUALIZADO EM 18/10/2013

Qual a relação entre dinheiro e felicidade? Contrariando a ideia de que quanto mais, melhor, uma nova pesquisa feita pela Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, descobriu que não precisa ter uma carteira farta para ser feliz, mas de uma condição financeira estável envolvendo em torno de R$ 6.800. A explicação é simples: de acordo com os pesquisadores, uma renda muito pequena evidencia problemas emocionais associados a aborrecimentos, como doenças, solidão e divórcio.

Estado de contentamento, alegria, euforia e de satisfação íntima... isso tudo caracteriza o sentimento de felicidade. Para alcançá-la, de acordo com a explicação da pesquisa norte-americana, você teria que desembolsar cerca de R$ 81.600 todo ano, o que, no fim das contas, não sai nada barato. Mas, saiba que com algumas atitudes simples você consegue ficar mais próximo desse sentimento que faz tão bem e o melhor é que você não precisa gastar um centavo. Confira sete pequenos hábitos que você pode começar a fazer agora.  

Os campeões da infelicidade

Os pesquisadores da Universidade de Princeton ouviram 450 mil americanos para o estudo sobre a felicidade. A pesquisa trouxe também resultados sobre os fatores que, não só afetam os momentos felizes, mas trazem justamente o contrário: infelicidade. Para os norte-americanos, são eles:

1º Solidão
2º Dores de cabeça
3º Problemas crônicos de saúde
4º Vício em cigarro
5º Ter que sustentar alguém da família
6º Obesidade
7º Divórcio  

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não