publicidade

Reversão de Laqueadura: recuperação da fertilidade na mulher

Mulheres que se arrependem de ter feito uma laqueadura podem reverter o procedimento em alguns casos


O que é a Reversão de Laqueadura

A laqueadura é a cirurgia de infertilização feminina, que impede o encontro do óvulo com os espermatozoides ao bloquear as duas trompas, usando métodos como pontos cirúrgicos, clipes ou eletrocoagulação. Ela muitas vezes é feita após o parto cesariana ou normal, ou através de laparoscopia ou por via vaginal. Dependendo da forma como ela é feita e que regiões da trompa pode ter danificado, é possível reverter o processo cirurgicamente.

Outros nomes

Reanastomose tubária, recanalização das trompas                                                                                  

Como e quando é feita a Reversão de Laqueadura

A principal condição para que a reversão seja feita é que o final das trompas tenha sido preservado quando foi feita a laqueadura. Também é preciso que a tuba uterina não esteja doente ou dilatada. Fora esses casos, é possível religar as trompas.

A cirurgia de reversão em si é feita por laparoscopia, ou seja, com pequenos cortes para a inserção dos instrumentos e da micro câmera. O método é muito semelhante à reversão de vasectomia, os canais são religados através de um microsutura, já que a tuba uterina tem entre 3 e 5 milímetros de diâmetro. Também é retirada a região em que ficou a cicatriz da laqueadura, para facilitar a irrigação sanguínea dos tecidos. Antes de dar os pontos unindo os dois lados, é injetada uma solução de soro com um corante azul através do útero, para testar ser a tuba uterina está aberta. Pode ser usada a anestesia geral ou os tipos raquidiana e peridural. 

Para quem é indicada

O ideal é que a mulher que se submeta a cirurgia para voltar a engravidar verifique primeiro se ela tem boas condições para isso. Após os 35 anos da idade fica mais difícil engravidar. A idade da mulher na época da reversão é importante e influencia nas taxas de sucesso dessa técnica. Além disso, mulheres que estão na menopausa não liberam mais óvulos, e por isso não há sentido em fazer a reversão depois desse período.

Duração da operação

Apesar de ser uma cirurgia pouco invasiva, a reversão é considerada de alta complexidade, pois é preciso dar micro pontos em ambos os canais. Por isso, ela pode durar de duas a quatro horas. 

O que esperar da Reversão de Laqueadura

A fertilidade só será considerada recuperada após 30 dias da operação. Normalmente as pacientes conseguem gerar um bebê depois de 6 a 12 meses. Não espere voltar a ter as mesmas chances de engravidar após o procedimento, normalmente elas caem em 15 a 20%. Ainda assim, mulheres com menos de 35 anos costumam ter 80% de chances de sucesso após a cirurgia.

Os resultados dependem também do estado das tubas, quando elas estão doentes, dilatadas ou com aderências (cicatrizes), fica mais difícil conseguir sucesso. Muitas vezes isso acaba sendo avaliado apenas na cirurgia.

Contraindicações da Reversão de Laqueadura

 Mulheres que tenham feito muitos partos cesarianos têm risco de rotura uterina, o que faz com que a contraindicação seja relativa. É preciso avaliar também se o casal não tem outros problemas de fertilidade, como uma baixa contagem de espermatozoides do marido. Nesses casos, uma fertilização in vitro pode ser mais indicada. Mulheres com contraindicação para gravidez também são desencorajadas a fazer o procedimento.

Pré-operatório

Antes de a operação ser indicada, é feito uma pesquisa para ver se não há causa de infertilidade no marido também. Depois são pedidos exames pré-operatórios de rotina, como hemograma completo. 

Pós-operatório

O período de internação costuma ser de 24 horas, mas pode avançar até três dias, dependendo da recuperação da paciente. É indicada a abstinência sexual por 30 dias ou até o término da próxima menstruação, para evitar infecções na região da vagina. É preciso ter cuidados também com a atividade física, como musculação. Remédios analgésicos normalmente são indicados para as dores da recuperação. 

Riscos da Reversão de Laquadura

A gravidez ectópica, ou seja, fora do útero, é muito mais comum em mulheres que se submeteram a reversão de laqueadura. As chances são de 8 a 20% aproximadamente, de acordo com comprimento final da tuba uterina ou a porção da trompa onde foi realizada a reversão. 

Onde encontrar a Reversão de Laqueadura

O procedimento não é oferecido pelo Sistema único de Saúde (SUS) e também alguns detalhes da operação, como as habilidades microcirurgiacas, não são cobertos pelo plano de saúde, mas pode ser feito em clínicas particulares de urologia ou em hospitais particulares e universitários.

Fontes Consultadas
Ginecologista especialista em reprodução humana Joji Ueno (CRM-SP 48.486), diretor na Clínica Gera, em São Paulo
Ginecologista especialista em reprodução humana Sidney Tomyo Arazawa (CRM-SP 120.351), médico da Clínica VivaBemVinda, em São Paulo 


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X