Monte em casa a sua própria academia

Como devem ser a parede, o piso e os equipamentos de uma estação de treino particular

POR MINHA VIDA - PUBLICADO EM 01/08/2007

Tem uma hora que cansa mesmo ir à academia. O mesmo espelho, as músicas iguais, a catraca, tudo irrita. Você até gosta de praticar exercícios físicos, sente falta quando não malha(veja se você já alcançou o peso ideal). Mas enjoou o ambiente. Nem pense que está só: existe muita gente no mesmo time e que resolver acabar com o problema. Como? Montando em casa um espaço fitness personalizado. Até porque é preciso pensar em alternativas ao parque ou à ciclovia nos dias mais frios, quentes demais ou chuvosos. (ajuste a dieta ao seu treino e obtenha resultados mais rápido)Mas, considerando que você já sabe treinar sozinho e tem experiência suficiente para evitar lesões causadas por exageros ou por exercícios mal feitos, é importante prestar atenção numa série de detalhes na hora de montar o espaço. São pormenores que incluem da parede ao piso, passando pelos equipamentos.

Só lembre-se de que, para todo esse esforço ter resultado, uma característica é necessária: disciplina. Afinal, não vai ter mais professor nenhum dar aquele empurrãozinho (muitas vezes indispensável) para vencer a preguiça (veja aqui uma série completa para fazer em casa). Está convencido? Então prepare-se para acompanhar a nossa check-list.

Escolha do local Segundo Fausto Arantes Porto , treinador e pós-graduado em Fisiologia do Exercício, o espaço para o exercícios precisa ser bem arejado e ter uma ótima iluminação, seja natural ou artificial. Como durante o exercício forçamos mais nossa capacidade respiratória, acabamos trocando e absorvendo mais ar, ou seja, treinar num lugar poluído significa infestar o pulmão de ácaros e outras impurezas . (atente para a importância da avaliação física)

Piso esqueça o carpete ou forração de carpete, que podem pegar cheiro (não esqueça que você vai suar bastante ali) e ficar impregnados de ácaros. Prefira os emborrachados que são fáceis de limpar, não deixem que seu pé derrapar e amortecem o impacto do exercício , sugere Fausto.(escolha um bom tênis, saiba como)

Paredes opte por uma cor clara, que não canse a vista. Colocar espelhos e suportes para os equipamentos como pesinhos, caneleiras, TV com DVD para pedalar ou andar na esteira também são cuidados importantes.

Limpeza deve ser feita diariamente, mesmo que você só se exercite três vezes por semana. Também evite faxinar os equipamentos com produtos que deixem cheiro muito forte, o que pode provocar alergias e até intoxicações.

Os equipamentos

O importante é escolher equipamentos de qualidade e, de preferência, contar com um personal para criar as planilhas de exercícios e monitorar o desenvolvimento de quem treina , diz Paulo Castilho, consultor da ACAD (Associação Brasileira de Academias). Faça uma pesquisa antes, procurando saber a garantia, assistência técnica, preço e qualidade de cada marca no mercado de fitness. A mensalidade de um professor particular pode até sair mais barata do que o plano da academia.

E, se você malha, não se acanhe em pedir dicas a algum instrutor. Ele com certeza tem soluções para aqueles probleminhas que aparecem do nada. De toda forma, existem regras simples que podem ajudar nas primeiras compras: se você procura controlar o peso, procure aparelhos de ergometria como bicicletas e esteiras. Para definir os músculos e combater a flacidez, prefira os equipamentos aglomerados, que permitem trabalhar vários grupos musculares , ensina Paulo.

A seguir, ele faz uma lista de acessórios necessários para exercitar os principais grupos musculares e ainda desenvolver o condicionamento físico. Nem é tanta coisa!

Para trabalho aeróbico :

Esteira mecânica: opção mais em conta e até mais segura, pois a cinta pára assim que você cessa o movimento. Exige mais força de quem treina. Preço: cerca de R$ 500

Esteiras elétricas: mais modernas e mais caras, oferecem várias opções de exercícios e muitas vêm com treinos já programados. Preço: entre R$ 800 e R$ 2 mil

Bicicleta ergométrica: aqui o importante é o conforto. Não tenha vergonha de testar o produto antes de comprá-lo, de preferência por cerca de 7 a 10 minutos, tempo suficiente para que qualquer problema de ajuste, altura ou desconforto seja identificado. Há uma grande variação de preços pois existem dezenas de modelos diferentes, desde a tradicional vertical até as inclinadas, com encosto de apoio às especializadas como as de spinning. Preço: entre R$ 300 e R$ 1.500



Step e Stepper os steps aeróbicos, que são plataformas de ginástica e custam cerca de R$ 100, são para exercícios de sobe-e-desce. Já o Stepper é um equipamento que ajuda na ginástica localizada, trabalhando glúteos e pernas, e custa cerca de R$ 500

Remo seco trabalha bastante a capacidade cardiovascular e os músculos das costas, peitorais e braços,além de ajudar a definir o abdome. Preço: cerca de R$ 400

A maior parte dos equipamentos vem com monitores que medem velocidade, calorias queimadas, batimentos cardíacos, tempo e distância.

Trabalho anaeróbico ou localizado (adapte o horário das refeições ao seu treino)

Equipamentos aglomerados aqui entram os equipamentos de musculação em geral e que juntam várias funções, trabalhando os principais grupos musculares. Custam cerca de R$ 1.000cada e costumam ocupar bastante espaço. É importante checar a garantia, qualidade da estrutura e bancos, além das possibilidades de ajustes.

Aparelhos abdominais pranchas, aparelhos em forma de arco e com encosto de cabeça. Dependendo da opção podem ir de R$ 100 a R$ 500. É importante que tenham regulagem para seu tamanho e que não forcem a lombar ou cervical teste antes de comprar!

Banco de supino e barras permite fazer vários exercícios localizados, fortalecendo musculatura dos braços, pernas e peito. É essencial que tenha regulagem de altura. Sai por cerca de R$ 400

Acessórios (veja por que você precisa treinar)

extensores muito versáteis, podem ser utilizados para trabalhar braços, pernas, costas, peitorais e bumbum e saem por cerca de R$ 50

colchonetes entre R$ 15 e R$ 50, depende bastante da espessura. Os de 3mm ou 5mm não são para a prática de yoga, e não de exercícios tradicionais

caneleiras e tornozeleiras cerca de R$ 20

pesinhos importantes para trabalhar os braços e auxiliares no trabalho de pernas e abdômen, custam entre R$ 20 e R$ 100. A variação de preço é devido ao peso, quanto mais pesado mais caro. Opte pelos revestidos em PVC, mais fáceis de limpar e conservar.

Dicas para comprar seus equipamentos

Poder malhar na hora que você quiser, não ter que esperar para usar um aparelho e manter a privacidade durante o treino têm levado muita gente a montar uma academia em casa. Contudo, utilizar aparelhos de ginástica domésticos não é algo recomendado para o usuário iniciante ou inexperiente, pois os riscos de realizar o exercício de forma incorreta, com a quantidade de pesos errada ou número de repetições excessivo ou insuficiente, são muitos. Mas, se este não é o seu caso, confira alguns cuidados na hora da compra e não se esqueça de fazer uma avaliação física regularmente. Ela é sua garantia de que seu corpo mantém-se imune a qualquer lesão mais grave, além de medir os resultados do seu esforço. (além de malhar, comer em casa é ótimo, entenda as razões)

1) Se tiver filhos pequenos, cuidado com os pesos e equipamentos. Certifique-se de que as crianças não terão acesso aos acessórios e aparelhos, escolhendo, por exemplo, um cômodo que possa ficar trancado quando não houver supervisão.

2) Se puder dispor de um quarto para montar o espaço de exercícios, pense em adicionar uma TV com DVD e coloque vídeos motivacionais durante os treinos.

3) Ao comprar aparelhos, prefira os de aço de bitola 11 ou 12, com mais juntas soldadas ao invés de unidas por parafusos e tubulação maior.

4) Cheque sempre o prazo de garantia de cada equipamento a média para as almofadas e estofamentos é de 3 anos.



texto6Ds



Este conteúdo ajudou você?
Sim Não