Câncer: afaste a depressão e lute contra a doença

Sete conselhos ajudam a afastar o pensamento negativo e o desânimo

POR LETÍCIA GONÇALVES - PUBLICADO EM 28/03/2012

A tristeza em excesso pode ser um perigo e tanto à eficiência do tratamento do câncer. Segundo uma pesquisa do Departamento de Psiquiatria da Unifesp, que revisou diversos estudos sobre o assunto, quase 50% dos pacientes com a doença desenvolvem algum transtorno psiquiátrico, principalmente depressivo. Infelizmente, somente 2% dessas pessoas recebem atendimento especializado.

É possível, entretanto, contornar as emoções negativas - e há histórias de vida que comprovam. "Quando recebi o diagnóstico de câncer de mama, o primeiro pensamento que veio à cabeça é que eu ia morrer", conta a representante comercial Joseane Dias, que teve de retirar as mamas. A costureira Ivanilde Rocha, de Uberlândia, teve o mesmo câncer de Joseane. "É uma fase da vida que deixa qualquer um triste, quase perdi os ânimos após ser aposentada por invalidez", comenta. Apesar das dificuldades, ambas adotaram atitudes para combater os sentimentos negativos. Hoje, reconhecem que o câncer não é uma sentença de morte: estão curadas e compartilham a alegria de ter enfrentado a doença. Siga o exemplo delas e veja o que psicólogos e psiquiatras recomendam para não se deixar abater com o diagnóstico.

De olho nos sintomas

Diminuição do apetite, perda de peso, tristeza e melancolia, desânimo, sensação de incapacidade, falta de esperança, perda da autoestima, sentimento de culpa e até ideias de suicídio podem ser sinais de depressão - uma doença que também precisa de acompanhamento médico.

É certo que nem sempre essas características significam que a pessoa está deprimida, mas podem ser perigosas do mesmo jeito. "A falta de perspectivas podem fazer com que os pacientes desistam do tratamento, faltem à consulta ou não sigam as recomendações médicas", comenta a psiquiatra e psicoterapeuta Sara Bottino, de São Paulo. A psicóloga Mariana Lima, da Oncomed, de Belo Horizonte, também conta que a tristeza excessiva pode interferir na imunidade da pessoa, prejudicando a resposta ao tratamento.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.