7 sinais de que você está com algo mais grave que um resfriado

Será que é só um resfriado? Especialistas explicam como identificar a hora de buscar ajuda médica

POR AMANDA CRUZ - PUBLICADO EM 14/06/2017

Quem nunca viveu aqueles sintomas típicos de um resfriado e adiou a ida ao médico na esperança de que tudo se regularizasse com descanso e bebidas quentes? Mas nem sempre o problema é tão simples assim. "A gripe, por exemplo, diferentemente do resfriado, não deve ser encarada como uma doença banal, já que pode apresentar complicações como as pneumonias e resultar em hospitalização e, em casos mais graves, até morte", conta Gustavo Falbo Wandalsen, diretor Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

PUBLICIDADE

Pensando nisso, veja abaixo alguns sinais que podem estar associados a um problema mais grave do que um simples resfriado:

1. Náuseas, vômitos e diarreia

Um simples resfriado, em geral, não vem acompanhado de sintomas como náuseas, vômitos ou diarreia. Portanto, vale uma atenção especial nesses casos e a ida ao médico. "Se o vírus for um enterovírus, ou seja, um vírus que ataca o tubo gastrointestinal, podem surgir esses sintomas. É o caso do rotavírus, ecovírus", diz a otoneurologista Jeanne Oiticica, chefe do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.


2. Febre por mais de quatro dias

Normalmente, os sintomas de um resfriado simples podem persistir por até sete dias. "Porém, a persistência dos sintomas respiratórios por mais de quatro dias, principalmente se houver febre associada, deve ser valorizada e é importante a avaliação médica", conta Gustavo.

Jeanne ainda explica que a febre pode ser um sinal de nosso corpo: "Febre que persiste após quatro dias não é usual da gripe e pode indicar que o organismo não está conseguindo se defender e reagir como deveria", conta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

3. Ter uma melhora dos sintomas e depois piorar novamente

Isso pode acontecer por motivos variados. Uma hipótese, levantada por Gustavo, é a de que "a piora dos sintomas após uma aparente melhora pode estar associada a alguma complicação do resfriado". Já Jeanne aponta que pode ser algum outro problema, que surgiu a partir da fragilidade do sistema imunológico. "Pode ser sinal de que a pessoa pegou outra coisa, quando mal tinha se recuperado da anterior. Podem ser duas doenças diferentes, que começaram uma atrás da outra, e não necessariamente a mesma coisa", diz ela. Na dúvida, busque a ajuda de um profissional.

4. Dores no peito e dificuldade para respirar

Jeanne alerta para esses sintomas, que nunca devem ser negligenciados. "Dor no peito (dor localizada) e dificuldade de respirar (dispneia) são sempre sinais de alerta, independente do momento em que ocorrem. São sintomas que sempre requerem atendimento médico imediato, para excluir algo mais grave", ressalta ela.

5. Febre muito alta

A febre elevada não costuma ser sintoma de algo simples e requer atenção. "Febre alta é um sinal de gripe, mas também de diversas outras doenças infecciosas como a dengue, não sendo comum no resfriado. Febre alta é um sinal de alerta e o médico deve ser procurado", conta Gustavo.

6. Dor de cabeça

"Dor de cabeça é um sintoma comum na gripe, mas também em outras doenças como a sinusite. Este sintoma deve ser avaliado em conjunto com o quadro que a pessoa apresente e o diagnóstico correto é importante para o tratamento", ressalta Gustavo. Portanto, fique atento aos sinais do seu corpo e busque ajuda especializada.

7. Dores localizadas

Ao sentir algum tipo de dor localizada, a avaliação médica é imprescindível. "Quando há um sintoma localizado importante, como dor persistente na garganta, é importante afastar a possibilidade de alguma infecção local (no caso, uma possível amigdalite)", diz Gustavo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.