publicidade

Depressão é um mal mais comum do que se pensa

Tristeza, insônia, irritação e fadiga podem ser um dos sintomas da doença

Por Especialista - publicado em 11/08/2010


Mais cedo ou mais tarde, todos nos sentimos tristes. Tristeza ou solidão faz parte da vida de todo o ser humano. Mesmo sentindo-se pra baixo, na maioria das vezes continuamos a viver, sabendo que com o tempo as coisas vão melhorar, e em grande parte, melhoram. Mas, e se o tempo passar e você não se sentir melhor? E se os seus sentimentos de tristeza ficarem excessivos, interferindo no seu trabalho, sono ou lazer? E se, junto com a tristeza, você estiver se sentindo cansado ou passando por mudanças de peso? Você pode estar sofrendo de depressão.

Também conhecida como depressão clínica, transtorno depressivo maior ou depressão unipolar, é uma condição médica que existe além das situações ordinárias "de altos e baixos" do humor. Quase 20 milhões de americanos sofrem de depressão a cada ano e as mulheres são quase duas vezes mais propensas que os homens a desenvolverem o problema. Pessoas com depressão não podem simplesmente "se acalmar" e ficar melhor. O tratamento é feito com aconselhamento, medicação, ou ambos, e pode ser a chave para a recuperação. 

Sintomas mais comuns

A depressão se manifesta de forma diferente em cada pessoa, mas os sintomas mais comuns são:

- Humor deprimido (tristeza), sensação de vazio, choro fácil;
- Perda de interesse ou de prazer nas atividades que você costumava gostar;
- Aumento ou perda de peso, mesmo quando não está de dieta (em geral mais de 5% do peso por mês);
- Dificuldade para dormir ou dormir demais;
- Irritação ou desassossego permanente;
- Fadiga (cansaço) ou perda da energia;
- Sensação de desvalor ou culpa excessiva;
- Dificuldade de concentração e indecisão excessiva;
- Pensamentos recorrentes sobre morte (com ou sem planejamento específico sobre suicídio).  

O Tratamento da Depressão- Quando procurar ajuda?

Se você apresenta cinco ou mais dos sintomas descritos acima durante uma grande parte do dia, na maioria dos dias e durante mais de duas semanas, e se esses sintomas forem fortes o bastante para prejudicar suas atividades diárias, pode ser que você tenha depressão. É muito importante procurar ajuda médica ou mesmo aconselhamento psicológico. Com tratamento adequado, seu médico vai ajudá-la (o) a sentir-se melhor e redescobrir a alegria de viver. 



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

 Juliana M. Korth

Escrito por:

Juliana M. Korth

Clínica Médica, Med. de Família e Preventiva

Ajudou 29045 pessoas


Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X