Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Exames pré-nupciais devem ser realizados antes do casamento

Mesmo aqueles que têm vida sexual ativa devem consultar o médico

Por Especialista - publicado em 30/09/2011


Hoje em dia a maioria dos casais já tem vida sexual ativa antes do casamento, mas nem por isso os exames antes do matrimonio saíram de moda, porque o casamento é um projeto de vida e com ele vem o sonho de filhos e de uma longa vida juntos. Então é importante saber se você e seu companheiro estão bem de saúde para que isso não se torne um problema no futuro.

A avaliação inclui não apenas exames de sangue, urina e imagem, mas também orientações para esclarecer dúvidas que os noivos possam ter. Assim, fica mais seguro começar essa nova etapa da vida de maneira saudável e tranquila.

Mas é importante salientar que toda essa avaliação deve ser individualizada e muitas vezes os exames irão variar de pessoa para pessoa, de casal para casal, de acordo com o histórico pessoal e familiar de cada um. É exatamente por isso que o mais importante é passar em consulta médica. 

Visita ao ginecologista

Exames para o casal

Tanto o homem como a mulher deve colher exames de sangue para avaliar doenças infecciosas sexualmente transmissíveis, como hepatite B e C, sífilis, AIDS, e outras doenças como toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus que podem ser prejudiciais se contraídas durante a gestação para o bebê.

Além disso, é preciso fazer o exame de tipagem sanguínea, dosagem do açúcar no sangue para detecção de diabetes, hemograma completo para ver uma possível anemia, colesterol e dosagens hormonais para avaliar a função ovariana e a ovulação em alguns casos podem ser indicadas.

Os casais que não pretendem engravidar imediatamente devem discutir o uso do preservativo para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Essa questão lida com aspectos relacionados à confiança e respeito mútuo do casal e deverá ser discutido por cada casal. Mas é função da médica ginecologista sugerir o uso e alertar sobre os riscos das DST.

O chamado aconselhamento genético, que é um acompanhamento pelo geneticista com uma equipe multidisciplinar é importantíssimo para casais principalmente se a mulher tem mais de 35 anos e/ ou se na família há história de familiares que nasceram com síndrome de Down, defeitos de tubo neural entre outras. Se o casamento é entre primos, se existem familiares com deficiências intelectuais, defeitos congênitos, entre outras situações, o aconselhamento genético pode ser indicado.  

O casal deve colher exames de sangue para avaliar doenças infecciosas sexualmente transmissíveis, como hepatites B e C, sífilis, AIDS, e outras doenças como toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus

Mulheres

A avaliação pré-nupcial inclui uma consulta com sua ginecologista e, quem sabe, futura obstetra. Ela fará uma avaliação através da história clínica da noiva, buscando prováveis fatores de risco para uma gestação como hipertensão arterial, diabetes, problemas de tireoide. Além disso, uma ginecologista pode encontrar outros problemas de saúde e, se achar necessário, encaminhar para outro especialista.

Também nesse momento, aproveitamos para discutir quando e se o casal pretende engravidar. Esse aspecto é importante para fornecer orientação sobre métodos anticoncepcionais ou orientações pré-natais, como o uso de ácido fólico para prevenir má formação do tubo neural do bebê e o esclarecimento sobre os fatores de risco na gravidez (tabagismo e histórico de trombose). 

No caso, principalmente de mulheres virgens, é importante tirar dúvidas sobre a relação sexual em si, para que ela possa aproveitar o máximo possível a noite de núpcias.

Além disso, orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis devem ser dadas. Explicação sobre o que cada uma delas pode causar, como é feita a prevenção e quais os sintomas podem ser um sinal de alerta são importantes para quem ainda não teve relações sexuais.

A prevenção do câncer de colo do útero através do exame de Papanicolau deverá ser realizada nas pacientes que não são virgens, além de uma ultrassonografia transvaginal. Para as virgens pode ser realizada a ultrassonografia pélvica por via abdominal. Esse exame é capaz de avaliar o útero e os ovários, mostrando informações sobre possíveis cistos nos ovários ou miomas que podem atrapalhar uma futura gravidez. As pacientes virgens devem, depois de iniciada a vida sexual, retornar ao ginecologista para realizar o exame Papanicolau.

Os testes de fertilidade podem ser realizados em mulheres com mais de 35 anos, porque com a idade a fertilidade da mulher diminui. Deve também ser realizado naquelas que já sabem que tem doenças que podem causar infertilidade como a endometriose por exemplo. 

Homens

No caso do homem, os exames de sangue são os mesmos da mulher, acrescidos de um espermograma. Esse exame é muito importante, já que é por meio dele que é possível saber se o homem é fértil ou não.

Essa avaliação é fundamental para cuidar precocemente de problemas que possam atrapalhar o relacionamento do casal e as chances de se obter gravidez de uma maneira tranquila, saudável e planejada.

Em resumo, quando se está planejamento o casamento, deve fazer parte da programação uma visita à médica. E eu também costumo orientar minhas pacientes, futuras esposas, que também procurem um dentista para uma avaliação pré-nupcial.  



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

 Barbara Murayama

Escrito por:

Barbara Murayama

Ginecologia e obstetrícia

Ajudou 41753 pessoas


Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."