Homeopatia: saiba como age e os seus benefícios

<FONT color=#333333 size=4><FONT style="FONT-SIZE: 13px"><EM>Especialidade&nbsp;trata os pacientes por inteiro e não apenas&nbsp;a doença</EM></FONT></FONT>

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 29/06/2007

foto especialista
Moises Chencinski

Pediatria

Antes de realizar qualquer tratamento, é fundamental conhecer o médico e saber como ele pode ajudar você a dar um fim no seu problema. Com a homepatia, isso não é diferente. No nosso bte-papo com o dr. Moises Chencinski, veja como ele ajuda os pacientes que procuram a homeopatia a se manterem saudáveis a maior parte do tempo. 1.) Quais são os princípios dos tratamentos homeopáticos?
A Homeopatia é uma especialidade médica que trata os pacientes de uma forma global (holística) e não, exclusivamente, seus sintomas.O homeopata vê o indivíduo como um todo e tenta, através de medicamentos, mantê-lo equilibrado. O ser humano em equilíbrio consegue controlar seu estado de saúde. A Homeopatia (homeos=semelhante pathos=doença) é baseada em 4 pilares:
1) Lei da Semelhança - o que provoca uma doença que não existe, cura a doença que existe Hipócrates .


2) Experimentação em homem são e sensível - tratamentos que foram experimentados em pessoas saudáveis, na época de Hahnemann, de acordo com todos os critérios da boa ciência experimental.
3) Remédio único - o medicamento trata o indivíduo como um todo, com suas características individuais, e não cada uma de suas doenças.
4) Doses mínimas - o mais difícil de aceitar porque quanto mais diluído e mais energizado através de sucessões, menos matéria mas mais energia tem o medicamento, aumentando seu poder curativo. A definição de medicina no dicionário (Aurélio) é: A arte ou ciência de evitar, curar ou atenuar as doenças. Este conceito, a homeopatia cumpre na sua totalidade.

2.) A medicina alternativa, como a homeopatia, vem ganhando mais pacientes?
A Homeopatia tem sido mais procurada por várias razões. Em primeiro lugar, ela tem sido mais divulgada. As pessoas estão passando a entender que é uma especialidade médica, séria, sem vínculos com misticismo, esoterismo ou religião. A consulta busca entender como é o paciente quando ele está bem e quais são os mecanismos pelos quais ele adoece. Para isso, o médico escuta e busca compreender melhor o seu paciente, estreitando, muito, a relação médico-paciente, favorecendo o acompanhamento e o tratamento.

3.) Qual é a principal diferença entre a homeopatia e a medicina tradicional?
Não saberia te dizer a principal diferença. A forma de abordagem é uma delas. A homeopatia avalia o paciente como um ser completo e não trata, separadamente, suas partes (seu estômago, sua cabeça, seu sono, etc). Pela sua "filosofia de tratamento", a Homeopatia busca tratar o indivíduo como um todo, equilibrando-o e, com isso, conseguindo com que o indivíduo se cure.

4.) A homeopatia é considerada como medicina?
A Homeopatia é uma especialidade médica, reconhecida pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) desde 1980. A partir de 1990, a AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira) passou a fazer parte do Conselho de Especialidades Médicas da AMB (Associação Médica Brasileira), oficialmente e, desde então, realiza anualmente a prova para obtenção de Título de Especialista em Homeopatia em convênio com a AMB / CFM.



5.) Como o médico homeopata avalia e prescreve remédios aos seus pacientes?
O médico homeopata utiliza os recursos diagnósticos disponíveis para tratar seu paciente:
- Ele inicia com uma consulta médica e passa pelo exame clínico;


- Ele pede exames complementares (sim, o médico homeopata sabe pedir exames de laboratórios e de imagem como radiografias, ultrassom e outros e sabe analisá-los também);
- Ele chega aos diagnósticos (sim o médico homeopata faz diagnósticos clínicos e cirúrgicos, além de outros inerentes à especialidade homeopatia). O médico homeopata quando dá a sua receita, trabalha com a qualidade de vida de seu paciente (sim, ele dá orientações sobre sua alimentação, atividades físicas, higiene, vacinação entre outras) e, também, com o medicamento homeopático que, ao contrário do que se pensa, não demoooraaaa para fazer efeito, não piora para depois melhorar e pode ser utilizado junto com outros tratamentos.

6.) Há diferenças no valor do remédio e da consulta homeopática, em relação as demais?
A consulta homeopática é remunerada seguindo os mesmos parâmetros de pagamento de qualquer especialidade médica clínica (tanto particular como através dos planos de saúde). Quanto aos medicamentos, há que se observar a diferença de abordagem entre o tratamento homeopático e os outros. De acordo com cada tipo de paciente, com as formas diferentes de adoecer que cada ser humano apresenta, o tratamento medicamentoso será diferente. De uma forma objetiva, o custo do medicamento homeopático é mais baixo, se comparado com os tratamentos não homeopáticos. Isso faz com que a população de forma geral possa adquirí-los, seguir o tratamento e se beneficiar de seu poder de cura. Esta abordagem não exclui a necessidade e a validade de todos os outros tipos de medicamentos e tratamentos sérios, prescritos por especialistas (alopatia, fitoterapia, acupuntura, florais, por exemplo). Desde que seja orientado por profissionais sérios, com critérios, todas estas formas de tratamento têm suas aplicações e suas limitações. Basta ao "bom médico" conhecê-los e aproveitar o que eles têm de melhor a oferecer ao paciente.






Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não