Zika vírus: conheça os sintomas

Sintomas costumam aparecer sete dias após a picada e demoram entre quatro e sete dias para melhorarem

POR NATHALIE AYRES - PUBLICADO EM 19/01/2016

O zika vírus é um agente transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e cuja infecção em gestantes pode resultar em malformações fetais como a microcefalia e a artrogripose. Hoje considerada uma epidemia no Brasil, o Zika vírus costuma causar sintomas muito leves durante sua infecção. "Se não fosse o perigo que ele representa para os bebês, certamente ele passaria como uma doença pouco sintomática, com um quadro curto e simples", considera o infectologista Gabriel Cuba, especialista do Hospital 9 de Julho (SP).

PUBLICIDADE

Principais sintomas do zika vírus

No entanto, é sempre importante estar atento aos sintomas do Zika vírus, para buscar os cuidados adequados. O tratamento é focado em amenizar os sinais da doença, já que não há medicamentos que eliminem o vírus em si, esse trabalho é deixado para as células imunes do corpo. Veja os sintomas mais característicos da infecção pelo Zika vírus.

Termómetro - Foto: Getty Images
A febre do Zika costuma ser fraca, já que a infecção não ataca o corpo com tanta força

Febre baixa
O primeiro sintoma de toda doença causada por vírus é a febre, e o Zika vírus sempre se caracteriza por uma febre mais baixa, normalmente menor do que 38°C, isso inclusive ajuda a diferenciá-la de outras doenças virais, como a dengue e a febre chikungunya. "Isso ocorre porque o Zika vírus costuma ser menos agressivo ao organismo, como a febre é uma reação natural do corpo para matar os antígenos, a febre que ele causa é menos exuberante", afirma o infectologista Dalcy Albuquerque, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

Vermelhão na pele
Outro sintoma característico do zika vírus é o vermelhão na pele, chamado tecnicamente de exantema ou rash cutâneo. Ele normalmente aparece quatro dias após a febre. "São pequenas bolinhas vermelhas com leves elevações e que quando muito próximas se unem, formando uma vermelhidão que preenche várias partes do corpo, predominantemente nos braços, pernas e tronco", descreve o infectologista Max Igor Lopes, do Hospital Santa Catarina (SP). Normalmente os exantemas costumam coçar e são tratados com medicamentos como anti-histamínicos, mas nem sempre eles fazem efeito. Por sorte, é um dos sintomas finais do Zika vírus, e só dura cerca de três ou quatro dias.

Olhos vermelhos - Foto: Pinterest
Os olhos vermelhos se assemelham a uma conjuntivite, mas sem secreção

Olhos vermelhos e inchados
Além dos vermelhões na pele, o Zika vírus costuma causar uma vermelhidão nos olhos, chamada por muitos especialistas de uma conjuntivite. Para o infectologista Albuquerque, no entanto, esse sintoma é um pouco diferente da inflamação tradicional da conjuntiva. "Na infecção por Zika vírus os olhos não ardem e nem há um aumento da secreção, tornando o quadro um pouco diferente", diferencia o especialista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Dor e inchaço nas articulações
O Zika vírus não costuma atacar muito as articulações. "Quando isso ocorre, as dores são menos intensas e atacam várias articulações, desde as pequenas (como as dos pés e mãos) até as maiores (tais quais o joelho, cotovelo e quadril), sem um padrão", considera o infectologista Cuba.

Mulher com dor de cabeça - Foto: Getty Images
A dor de cabeça costuma ser mais leve nesses casos e é mais comum atrás dos olhos

Dor de cabeça
As dores de cabeça causadas pelo zika também costumam ser menos intensas do que na dengue ou na febre chikungunya, mas podem sim parecer em alguns pacientes. No caso, ela costuma ser atrás dos olhos. "O mal-estar causado pelo Zika vírus é bem menor do que na dengue, por exemplo", considera Albuquerque.

Ordem dos sintomas
Normalmente a pessoa começa apresentar os sintomas do Zika vírus após cerca de sete dias, que é o período em que o vírus fica incubado. "Começa com a febre e algumas dores no corpo, e só depois de dois a três dias é que as manchas avermelhadas e o olho vermelho aparecerá", descreve Albuquerque.

Quadros assintomáticos de zika vírus

O maior problema é que podem haver casos de Zika vírus assintomáticos. Não se sabe ao certo por que isso ocorre, mas provavelmente é uma característica individual de cada organismo. "Isso varia conforme a capacidade do corpo de responder contra uma infecção e contra determinados agentes, alguns sistemas imunológicos conseguem matar alguns vírus mais rapidamente do que outros", ressalta Lopes.

Homem no consultório médico - Foto: Getty Images
Muitos casos de zika podem ser assintomático, mas não se sabe ao certo o quão comuns eles são

Mas não se sabe ainda qual porcentagem da população pode estar infectada com o Zika vírus sem apresentar sintomas. "A doença ainda é muito nova por aqui, e você só consegue ter esse dado fazendo exames que pesquisam anticorpos específicos contra o vírus em diversas pessoas e perguntando a elas se lembram de ter tido sintomas do Zika vírus nos últimos seis meses, o que não consiste em um sistema confiável", descreve o especialista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O problema dos casos assintomáticos é quando isso acontece com gestantes. Ao apresentarem a infecção sem os sintomas, não há sinalização de que o feto corre o risco de apresentar malformações, portanto ele pode não receber o acompanhamento adequado no pré-natal.

Diferencie os sintomas do Zika vírus, dengue e chikungunya

Os sintomas da do Zika vírus, dengue e chikungunya são basicamente os mesmos, o que muda é a intensidade de cada um. Enquanto no zika vírus o exantema e os olhos vermelhos são mais característicos, as outras doenças apresentam outras características. "A chikungunya apresenta dores nas articulações mais fortes, que chegam a ser incapacitantes e também pode apresentar manchas pelo corpo, mas de menor intensidade. Já os sintomas de dengue incluem febre mais alta, além de trazer mais cansaço e abater mais o paciente", diferencia Gabriel Cuba.