Endometriose pode afetar órgãos fora do sistema reprodutivo

Os sintomas variam de acordo com a área acometida e merecem atenção redobrada

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 16/05/2017

Dr. Marco Aurelio Pinho de Oliveira
Ginecologia e Obstetrícia - CRM 52422-7/RJ
especialista minha vida

A endometriose acontece quando células do endométrio, tecido que reveste o interior do útero, crescem em outros órgãos. Por ser relacionada ao útero, ser a principal causa de infertilidade feminina e ocorrer geralmente próximo às trompas e ovários, é compreensível imaginar que ela só atinja o sistema reprodutivo. Isso, porém, é um engano: a endometriose é capaz de afetar até mesmo órgãos distantes como o pulmão e o cérebro.

PUBLICIDADE

Como a endometriose pode afetar outros órgãos?

É importante destacar que a doença não se espalha como um câncer, ou seja, a ocorrência em outras regiões não é sinal de agravamento, uma mulher, inclusive, pode ter endometriose apenas no intestino, por exemplo.

A explicação para o fenômeno é simples: embora a grande maioria dos episódios seja causado pela regurgitação do sangue menstrual nas proximidades do útero, em algumas situações os focos são transportados diretamente pelo sangue.

Principais sintomas

Os sintomas variam de acordo com a área acometida:

  • Pulmão: tosse com sangue
  • Bexiga: dor ao urinar
  • Intestino: dor ao evacuar e diarreia
  • Ciático: dores na lombar e no músculo posterior das coxas
  • Diafragma: dores no ombro direito e pescoço
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Tratamentos

Quando há envolvimento extenso no intestino, pode ocorrer obstrução intestinal. Na bexiga e nos ureteres, dilatação dos rins e perda de funções renais.

Nestes dois casos são necessárias cirurgias, mas nem sempre é assim. Se o foco não for grande, o tratamento pode ser feito inicialmente com medicamentos hormonais que inibem a menstruação, exatamente da mesma forma que seria caso a endometriose se localizasse nos órgãos do sistema reprodutivo.

Diagnóstico

Detectar a endometriose é sempre um desafio. E, no caso de órgãos menos atingidos, a tarefa pode ser ainda mais complicada, visto que médicos que não são ginecologistas nem sempre tem familiaridade com a doença.

Muitas mulheres com endometriose nos nervos, por exemplo, são diagnosticadas com problemas na coluna. Outras vezes, com transtornos psiquiátricos. Tal atraso, infelizmente, tem o potencial de gerar situações sérias.

Atenção redobrada

A endometriose, doença inflamatória que atinge aproximadamente 7 milhões de mulheres no Brasil, é capaz de causar dores incapacitantes durante o período menstrual, nas relações sexuais e ao evacuar e urinar. A infertilidade também é uma queixa bastante comum entre as portadoras.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O primeiro passo para definir se o quadro é ou não de endometriose é a análise do relato da paciente. Por isso, tenha em mente que não existe dor normal e informe em detalhes ao seu ginecologista qualquer desconforto que esteja sentindo. Dessa forma, ela poderá pedir os exames complementares que julgar necessários (especialmente ressonância magnética da pelve e abdome), e iniciar o tratamento o mais breve possível.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.