PUBLICIDADE

Coloboma da íris: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Coloboma da íris?

Coloboma da íris é uma má formação que ocorre na íris e que geralmente é congênita, ou seja, ocorre desde o nascimento.

PUBLICIDADE

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

As causas do coloboma da íris podem ser:

A maioria dos casos de coloboma da íris não tem causa conhecida e não está associado a outras doenças. Uma pequena parcela das pessoas afetadas pelo coloboma da íris tem outros problemas de desenvolvimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Últimas perguntas sobre Coloboma da íris

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Busque ajuda médica nas seguintes situações:

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar um coloboma da íris são:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Visão Geral

Diagnóstico de Coloboma da íris

O médico irá realizar um exame oftalmológico detalhado que envolve observar a parte de trás do olho enquanto a pupila está dilatada. Exames de imagem como ultrassom e ressonância magnética do cérebro, olhos e nervos ópticos também podem ser pedidos caso haja suspeita de outros problemas. Por muitas vezes ser congênito, o problema normalmente é diagnosticado pouco tempo após o nascimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Pessoas com coloboma da íris podem ter maior sensibilidade à luz devido à pupila maior. Lentes de contato que alteram a cor dos olhos podem ser utilizadas para disfarçar o problema na íris.

Complicações possíveis

O coloboma da íris pode afetar ou não a visão. Caso seja um defeito congênito outras estruturas oculares como cristalino, retina, coroide ou nervo óptico podem estar envolvidos. O exame oftalmologico detalhado e imprescindível nestes casos

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Revisado por: Mário Motta, oftalmologista da Sociedade Brasileira de Oftalmologia - CRM 283757/RJ

Associação Americana de Oftalmologia Pediátrica e Estrabismo

Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos