Queratose pilar

Visão Geral

O que é Queratose pilar?

A queratose pilar é uma condição comum de pele que provoca manchas ásperas e pequenas, parecidas com acnes, geralmente na região dos braços, coxas, nádegas e bochechas. Elas normalmente são brancas, mas também podem ser vermelhas, e não costumam coçar ou doer. Apesar disso, é difícil de tratar. A boa notícia é que a queratose pilar não é uma condição grave e, muitas vezes, desaparece sozinha depois de determinado tempo. Cerca de 40% das pessoas em todo o mundo apresenta algum tipo de queratose pilar.

Causas

A queratose pilar ocorre a partir do acúmulo de queratina, uma proteína fibrosa que ajuda no processo de formação da estrutura do corpo e na defesa da pele contra substâncias nocivas ou infecções. A queratina também ajuda a bloquear a abertura do folículo piloso, por isso também é muito útil para a preservação do cabelo. Quando essa proteína se acumula sobre a pele, ela normalmente forma manchas, que tendem a ser muito confundidas com acne.

Os médicos não sabem explicar por que ocorre o acúmulo de queratina na pele. Sabe-se, no entanto, que ela pode ocorrer em associação com doenças genéticas ou de outras condições de pele, como dermatite atópica. Mas queratose pilar também ocorre em pessoas saudáveis.

Fatores de risco

Parece haver uma predisposição genética para queratose pilar. Por ser uma doença autossômica dominante, as pessoas que tem tendência para ela normalmente a desenvolvem.

Queratose pilar pode se desenvolver em pessoas de todos os tipos de pele, mas quem tem pele seca correm mais risco, além daquelas que já apresentam outras condições de pele, como dermatite atópica.

Essa condição também é mais comum em crianças pequenas e tende a ser mais incidente durante o inverno, quando a pele das pessoas fica naturalmente mais seca.

Sintomas

Sintomas de Queratose pilar

Os principais sinais e sintomas de queratose pilar incluem a presença de pequenas manchas brancas ou avermelhadas pela pele, principalmente nos braços, pernas, nádegas e bochechas. Além disso, o problema pode causar também o ressecamento da pele, deixá-la com aspecto áspero e, às vezes, apresentar coceira também.

A queratose pilar geralmente se resolve por conta própria.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Na maioria das vezes, a queratose pilar não é uma condição médica séria e dispensa o tratamento. No entanto, se você estiver preocupado com a aparência de sua pele, você pode consultar um médico ou médica e analisar possíveis formas de tratamento.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar queratose pilar são:

  • Clínico geral
  • Dermatologista
  • Geneticista
  • Pediatra.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Desde quando você apresenta manchas na pele?
  • Você já foi diagnosticado com algum outro problema de saúde? Qual?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento? Qual?
  • Você faz uso de produtos para pele? De que tipo?
  • Você apresentou outros sintomas além das manchas?
  • Você sente coceira?
  • Seus pais ou outros membros próximos da família têm queratose pilar?
  • A queratose pilar está lhe incomodando esteticamente?

Diagnóstico de Queratose pilar

Não há nenhum teste de laboratório ou exame específico de pele que seja necessário para diagnosticar queratose pilar. O diagnóstico pode ser feito com base somente no exame físico da pele, aliado a uma avaliação do histórico clínico do paciente e de respostas a um rápido questionário sobre sinais e sintomas.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Queratose pilar

Ainda não existe um tratamento capaz de melhorar significativamente os sintomas de queratose pilar. A maioria das opções, incluindo medidas de autocuidado e cremes dermatológicos, focam em suavizar os depósitos de queratina da pele, mas nenhum pode acabar definitivamente com o problema.

O tratamento de queratose pilar pode incluir esfoliantes e retinoides tópicos e terapia com laser.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Cuidados caseiros não podem curar a queratose pilar, mas podem contribuir com o tratamento, melhorando a aparência da pele.

Para isso, procure não maltratar sua pele. Lave-a com cuidado. Esfregar o local de acúmulo de queratina pode causar irritação à pele e agravar a situação. Depois de lavá-la, seque-a suavemente com uma toalha macia. Você também pode fazer uso de cremes dermatológicos, como hidratantes, que ajudam a remover a queratina adicional.

Expectativas

A queratose pilar não é um problema de saúde grave e o tratamento para essa condição muitas vezes não é necessário, de forma que ela não costuma causar complicações de saúde.

O uso correto e regular da medicação recomendada pelo médico pode ajudar a melhorar a aparência da pele. No entanto, se o tratamento for interrompido, a condição pode retornar a como era antes. Mesmo com tratamento médico, na verdade, a queratose pilar pode persistir por anos.

Prevenção

Prevenção

Por ser uma condição genética, relacionada a um histórico familiar, a queratose pilar não pode ser prevenida.

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Mayo Clinic
  • British Association of Dermatologists
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não